BT

Particione seu Backlog para Quilometragem Máxima

por Vikas Hazrati , traduzido por Fernanda Stringassi de Oliveira em 07 Ago 2009 |

Os Backlogs estão sob críticas constantes há algum tempo. Mary Poppendieck sugeriu que o product backlog seja eliminado se não está satisfazendo o objetivo desejado. Semelhantemente,  Jeff Patton sugeriu que backlogs enxutos falham em transmitir uma visão de alto nível do sistema. Ele sugeriu o uso de um mapa de histórias como alternativa . Além disso, para dar mais sentido para o backlog, Serge Beaumont sugeriu um interessante modo de particionar o backlog o qual mapeia para um fluxo e faz com que o backlog tenha sua existência respeitada.

De acordo com o Serge,o fluxo do “estar preparado” envolve o trabalho do product owner para selecionar NOVAS histórias, deixá-las no estado de PREPARADAS, e então a equipe poderá começar a trabalhar nelas e processá-las até o estado de PRONTAS.

Flow to READY

Serge sugeriu particionar o backlog nas 4 áreas abaixo para manter o fluxo consistente.

  1. itens que estão no Sprint atual,
  2. itens que estão Preparados, ,
  3. itens que você está preparando, e
  4. o restante: novas coisas.

“Novas" e "Preparadas" são buffers priorizados, "Preparando" e "No Sprint" são Trabalho-Em-Progresso.

Partition Backlog

  • Buffer priorizado: Novo – O product owner ainda não começou a trabalhar nestes itens. Este é um excelente momento para praticar uma triagem e se livrar daqueles itens que parecem adicionar pouco valor. Esta lista precisa ser priorizada com base na experiência de negócio, avaliação dos benefícios, urgência de negócio, etc.
  • Trabalho-Em-Progresso: Preparando – Esta é a lista principal onde o PO gasta grande parte do tempo tentando deixar o item no estado PREPARADO. De acordo com Serge, este é o momento onde o PO precisa puxar as coisas com base em sua capacidade. Esta partição também refletiria a velocidade do product owner. O PO precisa perguntar questões e solicitar respostas para cada item do backlog para então refiná-lo e deixá-lo no estado PREPARADO.
  • Buffer priorizado: Preparado – O buffer PREPARADO precisa ter uma lista priorizada com 1.5 – 2 iterações de conteúdo de trabalho para que a equipe possa pegar itens adicionais para a iteração se eles terminarem mais cedo. Serge mencionou que ter mais do que 2 iterações de conteúdo de trabalho no buffer de PREPARADO constituiria desperdício.
  • Trabalho-Em-Progresso: No Sprint – Estes são os itens do backlog que estão sendo implementados no sprint atual.

Portanto, a quebra do backlog em 4 áreas o alinha bem com o fluxo de transformar o item do estado NOVO em PREPARADO e PREPARADO em PRONTO. Isto também ajudaria na redução de acúmulo em qualquer uma das partições e cada partição seria capaz de obter itens baseando-se na capacidade da equipe e do product owner.

Olá visitante

Você precisa cadastrar-se no InfoQ Brasil ou para enviar comentários. Há muitas vantagens em se cadastrar.

Obtenha o máximo da experiência do InfoQ Brasil.

Dê sua opinião

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber menssagens dessa discussão
Comentários da comunidade

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber menssagens dessa discussão

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber menssagens dessa discussão

Dê sua opinião

Conteúdo educacional

Feedback geral
Bugs
Publicidade
Editorial
InfoQ Brasil e todo o seu conteúdo: todos os direitos reservados. © 2006-2013 C4Media Inc.
Política de privacidade
BT