BT

Fornecendo e Recebendo um FeedBack Eficaz

por Mark Levison , traduzido por Gisela Nogueira em 23 Set 2009 |

Na segunda-feira, primeiro dia do Agile 2009, Liz Keogh, ministrou a palestra Giving and receiving effective feedback. A palestra foi baseada nos diferentes tipos de feedback que o personagem fictício George recebeu:

  • Um relatório brilhante de elogios
  • Um relatório balanceado com algumas sugestões para o futuro
  • Uma revisão possivelmente injusta e pouco construtiva
  • A mesma revisão, reescrita após assistir esse workshop de feedback.

Liz guiou a audiência em discussões sobre feedback. Ela explicou que feedback apenas com elogios não ajuda o receptor na aquisição de novos conhecimentos ou no seu aperfeiçoamento pessoal mas encoraja a pessoa a permanecer na mesma posição para sempre. Por outro lado, quando o indivíduo muda para uma nova posição, provavelmente receberá feedbacks menos positivos enquanto adquirem novas habilidades para a função. Nesse caso é importante que o feedback inclua as coisas positivas que a pessoa não deve mudar e não somente as negativas. No caso de George o feedback negativo foi tão mal intencionado, que ficou claro que a pessoa que forneceu estava tentando puxá-lo para baixo e pegar seu trabalho. Na verdade mostrou mais sobre a pessoa que estava realizando o feedback do que sobre George.

O grupo teve uma discussão entusiasmada sobre os exemplos:

  • Feedbacks deve ser fornecidos via direta e não através de um gerenciador ou por escrito
  • Falar pessoalmente, frente a frente , é mais seguro para as ambas as partes do que um recurso escrito

Várias estratégias foram sugeridas para feedback direcionados a pessoas que ocupam uma posição superior a sua ou que esteve em conflito com você. Peça a ajuda deles, falando "Eu preciso da sua ajuda, estamos lutando com ....", apodere-se do problema no seu todo, e não de partes dele. Finalmente uma estratégia que pode enfraquecer o sujeito é – Admitir uma falha publicamente.

Qualidades de um bom FeedBack:

  • Trata da pessoa que recebe o feedback e não da pessoa que está dando o feedback
  • Demonstra somente o ponto de vista da pessoa que está dando feedback e não a opinião de terceiros
  • Reporta-se diretamente ao receptor
  • Inclui as coisas que a pessoa que fornece o feedback valoriza e não somente as áreas que necessitam de melhorias
  • Faz sugestões, não critique apenas
  • Usa exemplos e não fala genericamente
  • Fala sobre coisas que vi e ouvi i.e. em vez de dizer "toda a equipe ficou feliz com sua apresentação", diga "toda a equipe sorriu após sua apresentação"
  • Fala sobre o impacto sobre você
  • Pede ajuda ao destinatário do feedback. Solicita ajuda quando detecta a necessidade de mudanças em alguma área
  • E finalmente, comenta, sobre as metas positivas para um futuro profissional brilhante que todos desejam

Olá visitante

Você precisa cadastrar-se no InfoQ Brasil ou para enviar comentários. Há muitas vantagens em se cadastrar.

Obtenha o máximo da experiência do InfoQ Brasil.

Dê sua opinião

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão
Comentários da comunidade

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

Dê sua opinião

Conteúdo educacional

Feedback geral
Bugs
Publicidade
Editorial
InfoQ Brasil e todo o seu conteúdo: todos os direitos reservados. © 2006-2014 C4Media Inc.
Política de privacidade
BT