BT

Certificações - Ajudam ou atrapalham?

por Lucas Souza em 09 Mar 2010 |

Uma das discussões mais comuns atualmente na área de TI são em relação as certificações para desenvolvedores. Alguns as defendem dizendo que são um bom meio de conseguir espaço no mercado de trabalho. Os que discordam dizem que as certificações não provam nada em relação a capacidade do desenvolvedor, apenas servem para nutrir o ego.

O fato é que muitas empresas, principalmente no Brasil, ainda demandam a contratação de desenvolvedores para o setor de RH. As pessoas que analisam os "currículos", não por falta de inteligência, mas por falta de informação, contratam baseadas no currículo e certificações presentes.

Recentemente, o Uncle Bob Martin postou em seu blog os "porquês" dele se opor a certificações de desenvolvedores. Ele começa o post com uma pergunta simples: "Quais tipos de problemas as certificações resolvem?" e dispara:

...certamente existem homens de lata que precisam de coração, leões que precisam de coragem, espantalhos que precisam de cérebro, e desenvolvedores que precisam de auto-estima. Uma nova certificação certamente ajudará estes desenvolvedores sem brio.

E logo depois questiona:"Afinal quem realmente as certificações ajudam? As empresas?

Ele segue o post dizendo que certificações são boas para médicos e advogados, que estudam anos e gastam muito dinheiro para serem certificados. Nenhum programa de certificação traz nada significativo para o desenvolvedor.

Eu não conheço nenhum programa de certificação que forneça a prova que o desenvolvedor sabe algo significativo. A maioria prova apenas que o desenvolvedor pagou por um curso de 3 a 5 dias

Bob propõe que os desenvolvedores sejam avaliados de uma maneira totalmente diferente. Ele sugere que sejam contratados pessoas mais experientes, e que sejam dadas responsabilidades de maneira incremental, ou seja, a pessoa aprender as coisas com os mais experientes e ir aplicando no trabalho. E por último ele propõe:

Então que tal se nós...entrevistássemos os desenvolvedores canditados? Que tal se nós perguntássemos a eles quais realizações eles obtiveram em seus últimos empregos? Que tal se nós perguntassemos a eles com quem eles costumavam trabalhar...

Ele termina de uma forma irônica dizendo que não deve-se seguir seus conselhos e seguir fazendo a seleção priorizando as certificações.

Uncle tem suas opiniões e algumas pessoas no Brasil defendem as certificações. Neste post recente, Cesar Brod, diz que certificações valem a pena:

A resposta simples para tal questão é SIM. A certificação séria é geradora de renda e impulsiona o desenvolvimento. Muitas empresas de software proprietário e algumas em software livre já possuem processos de certificação em seus produtos e serviços, além do excelente exemplo do LPI - Linux Professional Institute, organização sem fins lucrativos que certifica profissionais Linux através de provas de baixo custo. E ainda é pouco!
Do lado de quem contrata serviços é sempre mais fácil confiar em alguém que possua uma certificação reconhecida pelo mercado do que "testar" um profissional que pode, ou não, ser competente.

Ele diz também que certificações não são a única maneira de medir o conhecimento de um profissional:

Agora, certificação não é, em si, atestado ou substituto de competência e histórico profissional. Quem de nós nunca teve aquele colega que era o máximo em provas e um zero em execução? O profissional (ou empresa) que consegue apresentar um bom currículo, com boas referências também não deveria ser preterido pela exigência de uma certificação formal.

Alguns são um pouco mais imparciais e defendem a certificação como maneira de aprender coisas novas:

O mais importante de uma certificação não acho que seja o que ela representa para os outros e sim o que ela representa para você!

Você acha que certificações são um diferencial? As empresas estão certas em contratar com base em certificações?

Olá visitante

Você precisa cadastrar-se no InfoQ Brasil ou para enviar comentários. Há muitas vantagens em se cadastrar.

Obtenha o máximo da experiência do InfoQ Brasil.

Dê sua opinião

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

Impressões by Manoel B H Carvalho

A certificação pode causar boa impressão para quem não domina aquela tecnologia, mas, para quem domina, pode ter algumas desconfianças. Nas certificações, geralmente são avaliadas estruturas, nomes e parâmetros de funções/métodos/comandos, mas não avalia se o certificado sabe aplicá-las. Uma certificação para alguém que já domina a tecnologia pode ser muito útil para a empresa que o contrata e deve ser um diferencial, crendo que o profissional sabe muito bem a teoria e a prática.

[]´s

Manoel B H Carvalho

Re: Impressões by Ton Carvalho

Olá, acho interessante a certificação na hora de selecionar membros para uma nova equipe, quando temos um projeto em que ha a necessidade de montar uma nova equipe, a exigência de certificação realmente não é um "atestado de super eficiência do programador" mas com certeza ajuda muito na hora de "NIVELAR" a nova equipe, se todos tem a certificação (xxx), quer dizer que todo mundo tem um nível mínimo de conhecimento... conseguimos nivelar ainda que por baixo, mas conseguimos formar equipes mais homogenias.... ou controlar isso como queremos.

Re: Impressões by Lucas Ap. Souza

Eu acho que a melhor maneira de avaliar se uma pessoa sabe é colocando ela para fazer código, independente de certificação ou não. Dá uma caneta e um quadro branco pro candidato e manda ele fazer algo simples, utilizando boas práticas. Se ele fizer, quer dizer que sabe. Acho que certificação é muito pro ego.

Certificações atrapalham? by Evandro Santos

O incrível nesse tipo de artigo é que fica parecendo que quem faz certificações não tem competência... Assim como não acredito que uma certificação seja um prova de conhecimento, acreditar no contrário é no mínimo uma incoerência.

O que acho interessante em uma certificação é o estudo necessário para obtê-la, o que não gosto é que para passar na prova não basta apenas aprender, algumas vezes é necessário decorar. Mas, isso não inválida as horas e horas de estudos.

Re: Certificações atrapalham? by m m

Exatamente como o Evando disse, a certificação em si é apenas o final da caminhada, o importante é todo estudo, aprendizado que veio até essa prova; e em geral, provas, são mais de uma, muitas avaliam o raciocício, além ser em outro idioma em geral inglês, então acho válido e coerente que uma certificação ateste ao menos um mínimo de conhecimento, e que foi estudado o assunto, embora não determine que o ceriticado seja um gênio.
E tem a questão da valorização profissional, verdade que muita gente aprende e sabe bastante mas será que esse caras que são contra a certificação passariam em uma? Acho que nem todos, vejo com resalvas quem é contra também, justamente porque pra tirar um ceriticação é necessário estudar e ter prática e vicência.

Re: Certificações atrapalham? by Lucas Ap. Souza

Concordo com as opiniões de todos. O que quis expor é que muitas empresas usam esse tipo de criterio para contratar. Isso que acho errado. Porque as vezes um desenvolvedor melhor pode ser preterido por um não tão competente mais que tem a certificação. Não acho que pessoas certificadas sejam incompetentes, sou certificado também. O que eu acho errado é a maneira que as empresas avaliam esse criterio, o valor que elas dão, quando deveriam valorizar o conhecimento que o candidato tem, independente de certificação ou não.

Re: Certificações atrapalham? by Vinicius Maia

Olá,

Certificação para alguem que sabe o que faz, pode até parecer besteira, mas garante que a pessoa tem valor.
Certificação alguem que não sabe muita coisa acaba auxiliando na conquista do saber.

Se elas servem ou não para alguma coisa vai depender de quem usa, quem avalia, e o que está em jogo.

O que quero dizer é .... "se não há problema para alguem tirar uma certificação, então que tire!" .... "se não quiser tirar, não tire!" ... no final o que importa é como você vai se "mostrar" (expressar, agir, comportar, falar, vender, impor, fazer, 'codar' , ....) e principalmente como vai vender "seu peixe".

De fato que o Lucas Ap. Souza [=()] disse algo muito interessante a cultura, em maior parte, é de status, nem sempre por competncia.

O que acabamos esquecendo? by Emerson Jose Morgado Brito

Bom concordo com o que disseram, mas acho válido lembrar que certificações não garantem que o certificado conheça as regras do negócio, ou que saberão algo além do conteúdo avaliado, por ex. uma certificação de programmer irá garantir que o certificado tem um nivel de conhecimento para ser aprovado com X naquela linguagem, ou seja ele conhece a LINGUAGEM, porem se esta utilizando patterns ou não, isso claramente não é o objetivo, nem mesmo se conhece a regra de um determinado nicho. Vale a pena sim, o profissional certificado não cometerá erros comuns de iniciantes (com relação a linguagem), e isso é sim uma garantia ao empregador, mesmo porque alguem que se propõe a estudar para uma certificação gosta do que faz e tem sede de conhecimento.. diferente do programador de fundo de quintal. conheço vários programadores que são auto-ditadas, porem aprendem com o erro, e o empirismo pode ter um custo alto para quem paga.

Não são um diferencial by Élcio Leite

Acredito que a certificação diz apenas que em algum momento da carreira profissional ou não (nada te impede de tirar uma certificação antes mesmo de entrar na Graduação, de exatas, TI, Humanas...) alguém dedicou-se a estudar um determinado pacote de informação e que alguém de fato comprovou que alguém fez isso.
Certificação não prova vivência no assunto. Certificação não prova e nem avalia capacidades interpessoais frente a desafios do dia-a-dia que envolvam o assunto em questão.
Vejo como melhor forma de contratação, ter um RH treinado e capaz de atender aos anseios da empresa por talentos.

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

9 Dê sua opinião

Conteúdo educacional

Feedback geral
Bugs
Publicidade
Editorial
InfoQ Brasil e todo o seu conteúdo: todos os direitos reservados. © 2006-2014 C4Media Inc.
Política de privacidade
BT