BT

Rackspace abre o código da sua plataforma de Cloud Computing

por Abel Avram , traduzido por Pedro Mariano em 20 Jul 2010 |

A Rackspace liberou disponibilizou, sob a licença Apache 2.0, o código fonte da sua plataforma de cloud computing como parte da iniciativa A NASA também está contribuindo com o projeto oferecendo o NASA Nebula Cloud Platform.

A Rackspace anunciou a criação do projeto OpenStack, uma iniciativa com o objetivo de oferecer soluções open source para cloud computing. O primeiro componente da plataforma é um foi um o código fonte de um banco de dados baseado no Rackspace's Cloud Files (que foi disponibilizado). O segundo componente é baseado na engine de computação denominada NASA Nebula e na tecnologia Cloud Servers da Rackspace, que será disponibilizado ainda este ano. O Cloud Files é uma solução para armazenamento de dados acessível via uma API RESTful, enquanto o Cloud Servers é uma tecnologia que disponibiliza imagens virtuais do Linux baseados no Xen Virtualization. O NASA Nebula é um serviço de cloud computing que oferece serviços de infra-estrutura para os cientistas da NASA, incluindo a habilidade de processar uma grande massa de dados científicos.

O OpenStack é para aqueles que desejam criar suas próprias soluções de cloud com a intenção de ter acesso privado ou para fornecer serviços para outros usuários. Sendo considerada uma plataforma IaaS, o OpenStack vêm para competir com o Amazon e com o Windows Azure, ao invés do Salesforce.com ou Google.

A Rackspace organizou um evento chamada OpenStack Design Summit do dia 13 a 16 de Julho onde diversos técnicos, desenvolvedores e parceiros participaram com o intuito de apresentar o código e estabelecer um roadmap. Um representante da RighScale comentou sobre o processo para definir os requisitos desse roadmap:

Apesar do fato de terem 40 pessoas técnicas discutindo sobre detalhes de arquitetura, Rick Clark [Arquiteto Chefe e Líder do projeto Rackspace] conseguiu reunir os requerimentos de uma forma aberta, muito parecida com a que foi utilizada na conferência sobre o design do Ubuntu, ele esta familiarizado com isso visto que ele foi um dos líderes do projeto Ubuntu Server. O processo foi bastante convidativo porém está totalmente focado em lançar a primeira versão no fim do ano, o que fez com que idéias mirabolantes não fossem acatadas de primeira mão. Eu espero ver uma grande quantidade de empresas contribuindo com o código do projeto.

Mais de 25 companhias, incluindo Citrix, Dell, NTT Data, RightScale, AMD, e Intel, irão apoiar e contribuir com o projeto seja através de idéias arquiteturais, código, ou até mesmo como soluções para o negócio.

Olá visitante

Você precisa cadastrar-se no InfoQ Brasil ou para enviar comentários. Há muitas vantagens em se cadastrar.

Obtenha o máximo da experiência do InfoQ Brasil.

Dê sua opinião

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão
Comentários da comunidade

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

Dê sua opinião

Conteúdo educacional

Feedback geral
Bugs
Publicidade
Editorial
InfoQ Brasil e todo o seu conteúdo: todos os direitos reservados. © 2006-2014 C4Media Inc.
Política de privacidade
BT