BT

Agile além do Software

por Dan Mezick , traduzido por Anderson Duarte Vaz em 02 Ago 2010 |

O Agile está ganhando força fora do trabalho tradicional de IT o qual ele é associado. A mudança está acontecendo rápido na tecnologia e nos negócios, e a abordagem empírica está se tornando mais e mais aceita como uma forma produtiva de gerenciar e responder a mudanças.

É possível verificar a utilização do Scrum em algumas empresas de investimento de capital de risco. A OpenView Partners, uma empresa de capital situada em Boston, está executando seus negócios usando uma versão do Scrum adaptada. A empresa tem Jeff Sutherland no time atuando como Conselheiro Sênior. E além de fazer funcionar a companhia e fazer a execução das decisões usando o Scrum, a OpenView vai além. Quando eles fazem um investimento, a companhia financiada deve utilizar uma versão adaptada do Scrum para organizar o trabalho. No artigo original "The New New Product Development Game", os autores Hirotaka Takeuchi e Ikujiro Nonaka descreveram como a companhia consegue ter mais autonomia, não menos. O artigo publicado em 1986 diz que:

Basicamente no dia a dia...o time é livre para planejar sua própria direção. Desta forma, os gerentes do alto escalão atuam como capitalistas de risco.

O interesse em usar Agile em domínios "não-TI" está crescendo. Em 2009, a conferência Agile teve várias sessões sobre Agile em domínios diferentes do de TI. Uma sessão chamada “Scrum in Church” (Scrum na Igreja) descreve como um ministro interino Unitariano usou o Scrum para organizar as igrejas e voluntários. Outra sessão no "Agile Practices at Home: Iterating with Children" (Práticas Ágeis em Casa: Interagindo com Crianças) descreveu como o Scrum pode ser usado para ensinar às crianças habilidades essencias como foco em comprometimento para organizar o trabalho de escola e atividades extra-curriculares. De fato, a iniciativa Scrum in Schools (Scrum nas Escolas) procura trazer as técnicas ágeis para escolas e professores, ao redor do mundo, trazendo a filosofia de agilidade para a consciência das crianças na fase escolar.

Mudanças rápidas nos negócios, provocadas por forças fortes como globalização estão mandando - ou ao menos tolerando - uma abordagem empírica.

Podem os governantes se beneficiarem por esperarem até o “último momento”?

Podem as burocracias até mesmo aprender a “falhar rapidamente”? Talvez.

Um outro indício dizendo que Agile fora de TI está ganhando força é o recente comportamento da Scrum Alliance. O slogan da Scrum Alliance por algum tempo tem sido “transformando o mundo do trabalho”. Agora, a organização, está executando um novo evento chamado "OpenSpace: Scrum Beyond Software Development" nos dias 25 e 26 de Setembro em Phoenix, Arizona. O propósito e a intenção? De acordo com a página promocional, é:

..esses dois dias de evento...serão uma colaboração interativa e caótica entre indivíduos apaixonados que buscam transformar o mundo do trabalho... e descobrirem o verdaderio potencial do Scrum ao lado daquelas bravas almas que ousam se aventurar além dos modelos tradicionais de trabalho... você irá começar a criar novas idéias e planos de ação junto com colegas de mesmo pensamento. Participantes terão a oportunidade de...implementar com sucesso Scrum em diferentes contextos.

Scrum, se não todo o Agile, parece estar ganhando mais e mais território previamente reservado para os modelos de trabalho planejados. Aparentemente, existe grande interesse em utilizar o Scrum em domínios "não-TI", interesse este que gerou um evento de 2 dias completos sobre o assunto. Aqueles que estão acostumados com práticas e treinamentos Agile estão empurrando o Scrum para além do desenvolvimento de Software. O que acontecerá em seguida pode ser surpreendente.

Olá visitante

Você precisa cadastrar-se no InfoQ Brasil ou para enviar comentários. Há muitas vantagens em se cadastrar.

Obtenha o máximo da experiência do InfoQ Brasil.

Dê sua opinião

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão
Comentários da comunidade

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

Dê sua opinião

Conteúdo educacional

Feedback geral
Bugs
Publicidade
Editorial
InfoQ Brasil e todo o seu conteúdo: todos os direitos reservados. © 2006-2014 C4Media Inc.
Política de privacidade
BT