BT

Formação Agile na Nova Economia da Doação

por Dan Mezick , traduzido por Thiago M. Ferreira em 17 Ago 2010 |

Um instrutor de Agile em Boston está oferecendo gratuitamente uma formação em Desenvolvimento Orientado a Testes. Apelidada de "pague-quanto-puder", a formação é uma doação, a não ser que você decida pagar por ela. Mesmo pagando, você que determina a quantia a ser paga. Seja bem-vindo à Nova Economia da Doação.

Michael de la Maza do Heart Healthy Scrum, é um conhecido membro da comunidade Agile, em Boston. Ele gosta de utilizar "pink pointy hats" (chapéus rosa pontudos) e jogos Agile. Ele foi pioneiro na utilização de jogos de Agile em Boston, é líder do projeto Scrum nas Escolas, e agora está oferecendo treinamentos gratuitos em Desenvolvimento Orientado a Testes.

Pague quanto puder é um programa de treinamento em TDD do qual você participa, vivencia, aprende TDD, e paga o que estiver disposto a pagar apenas APÓS o fim das aulas. Para pagar basta colocar a quantia que você puder dentro de um envelope.

De acordo com de la Maza,

O foco de eventos pague-quanto-puder é manter os custos baixos, ocupando locais gratuitos ou de baixo custo, e pedindo aos participantes que levem seus próprios recursos e laptops. Os participantes são convidados a pagar o que puderem, apenas no final do evento. A linguagem utilizada é típica: "No final do curso, o instrutor entrega em mãos um envelope para cada participante, e este paga o quanto puder.

Não há uma obrigação explícita de pagar sequer um centavo pelo treinamento.

A política do pague-quanto-puder, concebida e promovida por de la Maza, apresenta traços inconfundíveis da Economia da Doação, popularizada primeiramente em termos modernos pelos pioneiros textos de Eric Raymonds. Em The Hacker Milieu as Gift Culture , ele escreve:

culturas de doação são adaptações não para escassez, mas para abundência. Elas surgem em populações que não têm grandes problemas de escassez material e necessidades básicas. Podemos observar culturas de doação ativas em culturas aborígenes que vivem em zonas ecológicas de clima ameno, e com abundância de comida. Podemos também observá-las em ação em determinados estratos da nossa sociedade, especialmente no "show business" e entre pessoas ricas. A abundância torna insustentáveis as relações de comando e troca, tornando-as em jogos sem razão de ser. Nas sociedades de doação, o status social é determinado não pelo que você controla, mas pelo que você doa.

Será que estamos caminhando para uma economia de doação economicamente estruturada na comunidade Agile? É este o caminho ideal para disseminar idéias Agile? Efeitos positivos como o melhoramento da reputação são muito mais valiosos a longo prazo, do que a compensação financeira aqui-e-agora?

Reuniões de grupos Agile são um presente gratuito, similar ao pague-quanto-puder? "Troca de generosidades" é uma idéia Lean que otimiza o todo?

Economias de doação existem em culturas primitivas onde a escassez não é um problema. Há algumas poucas culturas primitivas restantes no planeta, e economias de doação não são a norma. Pensando em termos se sistemas, a atitude de doar à comunidade um serviço gratuito é um ato que "otimiza o todo" - uma idéia bastante Lean.

de la Maza é conhecido como um inteligente, criativo e imaginativo membro da comunidade Agile de Boston. Ele é PhD pelo MIT, é autor de um livro sobre aprimoramento rápido em xadrez, e é instrutor e treinador em Agile.

Quando a InfoQ o questionou a respeito deste artigo, ele respondeu da seguinte forma:

Quando você quiser aprender
Sem financeiramente perder
Planeje-se como quiser
Para escolher o pague-quanto-puder
Acreditamos na reciprocidade
Ao invés da pomposidade
Nosso foco é sempre confiar
E não apenas pó-de-ouro desejar

A próxima turma está marcada para 25 de Outubro, em Waltham, Massachusetts. Mais informações sobre o evento podem ser encontradas aqui.

A admissão, por definição, é um presente gratuito.

Olá visitante

Você precisa cadastrar-se no InfoQ Brasil ou para enviar comentários. Há muitas vantagens em se cadastrar.

Obtenha o máximo da experiência do InfoQ Brasil.

Dê sua opinião

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber menssagens dessa discussão
Comentários da comunidade

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber menssagens dessa discussão

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber menssagens dessa discussão

Dê sua opinião

Conteúdo educacional

Feedback geral
Bugs
Publicidade
Editorial
InfoQ Brasil e todo o seu conteúdo: todos os direitos reservados. © 2006-2014 C4Media Inc.
Política de privacidade
BT