BT

Normas e abertura de código para a computação em nuvem

por Dave West , traduzido por Thiago M. Ferreira em 20 Ago 2010 |

Três anúncios recentes destacam a evolução  do ecossistema da nuvem em favor da abertura de código e das normas.

  • A Red Hat mudou seus esforços da Deltacloud para a Incubadora Apache. De acordo com David Lutterkort:
    A principal razão para esta mudança é que temos ouvido de várias pessoas, que elas realmente gostavam da idéia da Deltacloud, e do conceito de uma verdadeira API de código aberto na nuvem, mas que não gostavam dela como um projeto Red Hat. A Incubadora Apache é um lugar bem estabelecido para partes com interesses diferentes, para colaborarem numa base específica de código, então este pareceu ser o lugar mais lógico para estas questões.
  • A Rackspace anunciou seu projeto OpenStack:
    Em 19 de julho de 2010, nós anunciamos que estamos abrindo o código na nossa infraestrutura na nuvem. ... Os componentes iniciais que estão sendo oferecidos através deste projeto incluem o código base dos nossos arquivos da nuvem (disponíveis hoje) e de nossos servidores da nuvem (que esperamos disponibilizar mais tarde em 2010).
  • A Distributed Management Task Force (DMTF) divulgou dois documentos ("Arquitetura para Gerir Nuvens" e "Casos de Uso e Interações para Gerir Nuvens"), que se destinam a estabelecer as bases para o próximo passo da DMTF; nomeando um grupo de trabalho para elaborar API's para "infra-estrutura como um serviço."

O OpenStack e a Deltacloud Apache têm objetivos semelhantes - construir API's REST leves que permitam acesso ao provedor da nuvem via HTTP. O OpenStack é mais focado em prestadores de serviços públicos na nuvem e a Deltacloud é mais focada em nuvens privadas.

O trabalho da DMTF é mais básico. Primeiro, eles estão tentando estabelecer um vocabulário comum de termos da computação em nuvem. Então eles esperam escrever um conjunto de API's públicas que fornecedores poderão utilizar para prestar serviços padrão na nuvem. Finalmente, a DMTF iria nomear um grupo de trabalho que iria rascunhar API's para infraestrutura como um serviço - especificamente uma interface para cada fase das operações de nuvem; por exemplo a apresentação de um trabalho externo, o carregamento da máquina virtual, inicialização de uma VM, armazenamento de resultados, e encerramento.

Um possível obstáculo no esforço da DMTF é a falta de participação da Amazon e seu EC2. Winston Bumpus, presidente da DMTF e diretor das normas VMware, acredita que o esforço da DMTF deve avançar independentemente. "Se as API's são bem elaboradas e amplamente seguidas, a pressão irá crescer sobre a Amazon para que ela passe a apoiar a idéia."

A necessidade de normas e de projetos de código aberto, para infraestrutura de computação em nuvem e de gestão, parecem necessárias, e rápido. Uma pesquisa de junho de 2010 da Information Week Analytics, mostra que 40% das empresas pesquisadas já estão utilizando serviços da nuvem, e outras 20% planejam utilizá-los nos próximos 24 meses. Charles Babcock, na techweb.com sugere:

Nós precisamos de todos estes esforços para evoluir a nuvem, para que esta se conecte a diferentes clientes e implemente variados estilos de computação.

Será que sua empresa irá encontrar valor em normas, ou ser capaz de tirar vantagem dos projetos de código aberto, focados na computação em nuvem, como um serviço de infraestrutura?

Olá visitante

Você precisa cadastrar-se no InfoQ Brasil ou para enviar comentários. Há muitas vantagens em se cadastrar.

Obtenha o máximo da experiência do InfoQ Brasil.

Dê sua opinião

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão
Comentários da comunidade

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

Dê sua opinião

Conteúdo educacional

Feedback geral
Bugs
Publicidade
Editorial
InfoQ Brasil e todo o seu conteúdo: todos os direitos reservados. © 2006-2014 C4Media Inc.
Política de privacidade
BT