BT

8 dicas para se tornar excelente

por Lucas Souza em 01 Out 2010 |

As 8 dicas de como se tornar excelente e aproveitar as oportunidades são de autoria do Klaus Wuestefeld, autor do manifesto da Computação Soberana e criador do Prevayler.

1 - Torne-se excelente:

Seja realmente bom em alguma coisa. Não fique só choramingando ou querendo progredir às custas dos outros. Não pense que porque você sentou 4 anos numa faculdade ouvindo um professor falar sobre software que você sabe alguma coisa. Jogador de futebol não aprende a jogar bola tendo aula. Ele pratica. Instrumentistas geniais não aprendem a tocar tendo aula. Eles praticam. Pratique. Chegue em casa depois do trabalho e da aula e pratique. No final de semana, pratique.

Crie seu próprio virus, seu próprio jogo, seu proprio SO, seu próprio gerenciador de janelas, seu próprio webserver, sua própria VM, qualquer coisa. Varias coisas.

Nao precisa ser só programação. Pode ser networking, vendas, etc. Só precisa ser bom mesmo. Tenha paixão pela coisa.

As melhores praticas do mercado são polinizadas primeiro nos projetos de software livre. Aprenda com eles.

Discípulo, viajante, mestre: Primeiro seja um discípulo, tenha mestres locais, aprenda alguma coisa com alguém realmente bom, qualquer estilo. Depois viaje, encontre outros mestres e aprenda o estilo deles. Por fim, tenha o seu estilo, tenha discípulos, seja um mestre.

Vou fazer o curso da Mary Poppendieck em São Paulo semana que vem e quando tiver o curso de Scrumban do Alisson e do Rodrigo quero fazer também.

"Torne-se excelente" também pode ser chamado de "Melhoria Continua" ou "Learning".

2 - Não seja deslumbrado

Desenvolvimento de software é a mesma coisa há 60 anos: modelo imperativo. Há 30 anos: orientação a objetos. Bancos de dados relacionais: 30 anos. ("Web", por exemplo, não é uma tecnologia ou um paradigma. É meramente um conjunto de restrições sobre como desenvolver e distribuir seu software).

Não corra atras da última buzzword do mercado. Busque a essência, os fundamentos.

Busque na wikipédia e grokke: determinismo, complexidade de algoritmos "O()", problema de parada de turing. Pronto, pode largar a faculdade. Falando sério.

Trabalhe com software livre. Não dê ouvidos a grandes empresas, grandes instituições ou grandes nomes só porque são grandes.

Você acha que vai aprender mais, ter mais networking e mais chance de alocação no mercado trabalhando em par comigo no Sneer por um ano, 8h por semana, ou passando 4 anos na faculdade, 20h por semana, pagando sei lá quanto por mes?

Você acha que vai aprender mais trabalhando em par com o Bamboo 6 meses na linguagem boo e na engine do Unity ou fazendo um ano de pós em "a buzzword da moda"?

"Nao seja deslumbrado" também é conhecido como "Coolness".

3 - Mantenha-se Móvel

Com a demanda que temos hoje no mercado, se você é desenvolvedor de software e não consegue negociar um contrato com uma empresa onde você é pago por hora e pode trabalhar quantas horas quiser com um mínimo de meio período, você precisa rever a sua vida.

É melhor ter dois empregos de meio-período que um de período integral, porque você pode largar um deles a qualquer momento.

Você nunca vai conseguir nada melhor se não tiver tempo, se não tiver disponibilidade para pegar algo melhor quando aparecer.

Você sustenta seus pais e 7 irmãos? Não. Entao para de ser ganancioso e medroso no curto prazo, para de pagar faculdade, mestrado, pós, MBA, sei lá o que e vai aprender e empreender.

Trabalhe remoto. Não é o mais fácil, mas é perfeitamente possível.

Não fique reclamando que está trabalhando demais. Aumente seu preço e trabalhe menos.

4 - Emparceire-se Promiscuamente

Participe de dojos, de congressos, de projetos de software livre. Tenha amigos, colegas, conhecidos. Seja conhecido. Nao faça ruído em seis projetos e doze fóruns. Ajude de verdade em um ou dois projetos de cada vez. Ao longo do tempo, você terá ajudado em vários projetos, trabalhado em varias empresas.

5 - Mentalidade de Abundância

Ajude seus amigos sem cobrar (a "camaradagem" do Vinícius). Dê palestras gratuitas. Cursos gratuitos. Participe de projetos de software livre.

Pare as vezes uma tarde para receber um amigo seu e explicar seu projeto. Vá visitar seus amigos nos projetos deles. Viaje com algum amigo seu pra visitar um cliente dele, só pra conversar e fazer companhia.

Você tem um espaço onde dá cursos? É uma Aspercom, Caelum da vida? Chama os brothers para dar curso. Caramba, bola um modelo em que as pessoas podem se inscrever para cursos variados, pagando um sinal, e mantém tipo uma agenda pre-combinada: "Será numa terça e quinta a noite, avisadas com duas semanas de antecedência".

Se rolar, beleza, se depois de meses não der certo, devolve o sinal. Pode ser curso de Prevayler, de Kanban, de Scrum, de Lean, de Computação Soberana, de Restfulie, de Cucumber, de Rails, de Teste Automatizado Mega-Avançado, qualquer coisa.

Chame amigos seus pra dar curso em dupla com você. Divida clientes. Divida projetos, mesmo que não precise de ajuda.

Dizia o pai de um brother meu de infância: "Tudo que custa dinheiro é barato."

6 - Busque modelos de custo zero

Trabalhe em coisas que tem custo administrativo/burocrático/manutenção zero. Por menos ganho que tragam, depois de prontas, estarão tendo uma relação custo/benefício infinitamente vantajosa.

7 - Ganhe notoriedade

Faça coisas massa. Participe de projetos de software livre. Dê palestras gratuitas. Promova eventos (dojos, debates, grupos de usuários, etc).

8 - Não tenha medo (Por Dairton Bassi)

Meta a cara. Arrisque empreender. Arrisque inovar. O que você tem a perder? No máximo um emprego, mas isso pode ser revertido facilmente em um mercado aquecido como o atual. O pior que pode acontecer é não dar certo. Mesmo assim você terá aprendido muito mais do que batendo cartão.

Saia da zona de conforto. Se o seu trabalho estiver fácil e sob controle, isso significa que ele não está mais agregando para a sua evolução técnica e pessoal.

Não desperdice a chance de trocar de função se a nova oportunidade for mais desafiadora. Isso fará você crescer tecnicamente e o preparará para desafios maiores ainda. Conhecer pessoas novas é tão importante quanto manter-se em contato com código.

Não se detenha por insegurança ou pela sensação de despreparo. Como você acha que vai ganhar experiência em alguma coisa se sempre adiá-la?

E você leitor? Concorda com estas opiniões?

Olá visitante

Você precisa cadastrar-se no InfoQ Brasil ou para enviar comentários. Há muitas vantagens em se cadastrar.

Obtenha o máximo da experiência do InfoQ Brasil.

Dê sua opinião

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber menssagens dessa discussão

plac plac plac* by Marcio Hiroyuki Miyamoto

*onomatopeia de aplausos. Sem mais nada a dizer.

Re: plac plac plac* by Caliel Costa

Klaus Wuestefeld, radical, extremista; cada vez mais curto suas idéias.

Não largue a faculdade by Prodis a.k.a. Fernando Hamasak...

Não concordo que se deve largar a faculdade. Na faculdade você aprenderá conceitos que lhe ajudaram quando estiver vivênciando a coisa na prática. Claro que nem tudo que é ensinado na faculdade será proveitoso, até porque a área de informática é amplamente vasta e com vários caminhos de carreira que podem ser seguidos.

Ao invés de largar a faculdade, faça uma boa faculdade, identifique o que lhe é proveitoso e aprenda, não estude somente para passar na prova.

Pergunte para alguém do IME ou ITA se eles irão largar a faculdade só para aprender na prática.

Re: Não largue a faculdade by Luciano Edson Mertins

Concordo. Uma BOA faculdade/universidade faz a diferença para o indivíduo e para a sociedade, seja na graduação ou na pós-graduação (mundialmente falando). Mas no geral as dicas para distinguir o comum do excelente estão mais que corretas e servem para qualquer tipo de profissional em qualquer área de atuação.

Parabéns pelo texto! by Plínio Marco Canto

Acredito que precisamos mais de atitudes como estas. É claro que a idéia da faculdade foi apenas uma brincadeira, mas totalmente compreensível, no meio de tantas faculdades "meia boca" que temos.

Um forte abraço!

Favor renomear o post by Klaus Wuestefeld

Favor renomear este post de "8 dicas para se tornar excelente" para "Atitudes para Hackear a Indústria de Software".

O primeiro item ("Torne-se Excelente") não faz sentido como uma dica para "tornar-se excelente", faz? :P

Favor citar o post e a discussão original: gist.github.com/556029

Re: Não largue a faculdade by Klaus Wuestefeld

Largar a faculdade faz parte de UM caminho possível para Hackear a Indústria de Software.

Se o seu barato é microscópio eletrônico, acelerador de partículas, etc, nada contra fazer faculdade. Pode muito bem ser OUTRO caminho para coisas interessantes.

Não no brasil by Rafael Felix

O que mais me chamou atenção foi a parte de se ter dois empregos, isso pode até ser simples fora do Brasil, agora no Brasil, alguem me mostra ai pra eu saber duas empresas que aceitem funcionários meio periodo que eu me candidato auahuha.

Re: Não no brasil by Rafael Marques

Bem, eu tenho dois empregos e ainda faço freelas independente de linguagem... além de estar na faculdade... esse tipo de oportunidade existe, é só procurar!
claro que se restringir a vagas anunciadas de grandes consultorias vai ficar muito mais dificil vc conseguir... (se bem que 1 dos meus empregos é uma consultoria de grande porte...)

Re: Não no brasil by Rafael Felix

Não quis dizer que não exista a possibilidade, o que eu quis ressaltar é que não é bem assim que funciona, é dificil, esses dias achei uma vaga pra meio periodo, porém no meu emprego não iam aceitar me trocar para meio periodo, sem falar que a vaga é pra outra cidade longe dessa, dai não funciona.

Frase fantástica! by Valdemar Júnior

"Não fique reclamando que está trabalhando demais. Aumente seu preço e trabalhe menos." Fantástico! Frase motivacional e melhora sua qualidade de vida([..]trabalhe menos[..]). Parabéns

Para ser excelente.. by Eduardo Januario Gomes

Adicionaria a regra das 10 mil horas referenciada por Malcolm Gladwell... Segundo ele uma equação simples: 98% de transpiração + 2% de inspiração = 105% de sucesso...

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber menssagens dessa discussão

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber menssagens dessa discussão

12 Dê sua opinião

Conteúdo educacional

Feedback geral
Bugs
Publicidade
Editorial
InfoQ Brasil e todo o seu conteúdo: todos os direitos reservados. © 2006-2014 C4Media Inc.
Política de privacidade
BT