BT

Burton Group diz que o SOA está renascendo das cinzas

por Boris Lublinsky , traduzido por Marcelo Costa em 18 Nov 2010 |

Quase dois anos depois de proclamar que o SOA estava morto, o Burton Group mudou de idéia e agora está escrevendo que o SOA está preparado para um retorno.

Citando Chris Howard do Burton Group, Maxwell Cooter escreve:

... há um clima diferente agora. Há várias razões para o retorno [do SOA] ... Existe ainda uma necessidade do SOA, mas que havia sido colocada de lado como sendo apenas uma questão técnica e a TI falhou ao tentar vender SOA como uma metodologia de transformação ... projetos que adotaram SOA falharam porque ocorreram muitas concentrações sobre a tecnologia e também porque, no ambiente financeiro hostil dos últimos anos, grandes projetos de transformação foram literalmente enlatados

De acordo com Cooter:

... [As] empresas teriam de parar de falar sobre SOA como uma tecnologia, e ao invés disso deveriam falar como casos de negócio. Os computeiros deveriam reformular SOA como uma abordagem arquitetural ao invés de uma solução de tecnologia de primeira ... serviços orientados ao ambiente exigem um alto nível de abstração no projeto, que deve ser dissociada da tecnologia base utilizada.

Fazendo uma seleção no relatório do Burton Group, David Linthicum observa que o fracasso inicial do SOA foi, em grande parte, devido ao excesso de vendas da tecnologia SOA (ESBs como "SOA-in-a-Box") não necessariamente da abordagem utilizada. Na sua opinião, o SOA é uma junção de muitas coisas, inclusive de arquitetura corporativa, negócio / alinhamento com TI, o uso eficaz da computação em nuvem e muito mais.

De acordo com Linthicum:

O objetivo central do SOA é definir uma forma de fazer algo que forneça uma arquitetura de estado final muito mais resiliente e portanto muito mais ágil e que finalmente de mais valor ao negócio.

Durante alguns anos, a InfoQ tem promovido SOA como um estilo arquitetural baseado na decomposição funcional da arquitetura de negócios da empresa e com isso, introduziu duas abstrações de alto nível: Serviços de Negócios Empresariais e Processos de Negócios. Serviços de Negócios Empresariais representam recursos de TI existentes (alinhados com as funções de negócio da empresa). Os Processos de Negócios, o qual orquestram os serviços de negócios, definem o funcionamento global do negócio. Este estilo arquitetural é uma junção de muitas implementações atuais e futuras, independentemente das tecnologias que são ou serão utilizadas para a aplicação efetiva.

É muito bom ver que os analistas estejam compartilhando nossa opinião novamente.

Olá visitante

Você precisa cadastrar-se no InfoQ Brasil ou para enviar comentários. Há muitas vantagens em se cadastrar.

Obtenha o máximo da experiência do InfoQ Brasil.

Dê sua opinião

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber menssagens dessa discussão
Comentários da comunidade

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber menssagens dessa discussão

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber menssagens dessa discussão

Dê sua opinião

Conteúdo educacional

Feedback geral
Bugs
Publicidade
Editorial
InfoQ Brasil e todo o seu conteúdo: todos os direitos reservados. © 2006-2014 C4Media Inc.
Política de privacidade
BT