BT

Revisão do estatuto do OpenJDK abre caminho para o JDK 8

por Michael Floyd , traduzido por Wellington Pinheiro em 31 Mai 2011 |

[Ed.: Esta tradução foi adaptada pela Equipe Editorial do InfoQ Brasil]

Mark Reinhold apresentou em seu blog no dia 19 passado o segundo esboço (draft) público do Estatuto da Comunidade do OpenJDK, e a comunidade ainda aguarda uma versão final. Reinhold é o arquiteto líder do Grupo de Plataforma Java na Oracle e membro do conselho de administração interino que supervisiona a Comunidade OpenJDK. Como relatado pelo InfoQ.com em fevereiro, o projeto OpenJDK tem funcionado sem um estatuto definido. Esse estatuto é particularmente importante, porque sua publicação abre caminho para os trabalhos no JDK 8.

Em uma reunião do conselho em abril, Reinhold propôs iniciar o projeto seguindo procedimentos internos temporários, para ganhar tempo. Mas houve receio por parte dos membros do conselho, uma vez que a finalização do estatuto já está atrasada em vários meses. O vice-presidente do OpenJDK, Jason Gartner, escreveu na lista de discussão do projeto:

O novo Conselho de Administração está levando mais tempo do que o esperado para se estabelecer e, embora o progresso no estatuto seja mais lento do que o esperado, parece ser prudente concluir e homologar o estatuto antes de pedir aprovação do novo conselho para iniciar o projeto OpenJDK 8.

Por fim, decidiu-se que o projeto do JDK 8 poderia ser iniciado junto com a votação de homologação do estatuto, ao invés de esperar o seu término. Na mesma lista, Doug Lea escreveu:

...o conselho de administração se opôs ao uso das regras antigas para novos projetos, temendo que as revisões legais dessas regras se estendessem indefinidamente. Mas agora que definimos um cronograma para a aprovação, concordarmos que faz sentido submeter o JDK 8 às regras antigas por um período determinado.

No anúncio do nova versão do estatuto, Mark Reinhold escreveu em seu blog que nessa atualização a equipe tentou encaminhar todos os pareceres recebidos sobre a versão anterior. Uma questão que parece não ter sido respondida, no entanto, foi a crítica de Simon Phipps, afirmando que o conselho (do qual Phipps foi membro) é composto basicamente pela Oracle e pela IBM. De acordo com o nono draft do estatuto (o mais atual no momento de tradução), o conselho de administração é formado por cinco colaboradores:

  • O presidente, indicado pela Oracle;
  • o vice-presidente, indicado pela IBM;
  • o líder do OpenJDK, indicado pela Oracle; e 
  • dois membros gerais, indicados pelos demais membros.

Outros participantes se mostraram preocupados quanto à indicação de dois membros não envolvidos diretamente com a comunidade OpenJDK. Isso foi discutido em um FAQ sobre o Estatuto da Comunidade do OpenJDK, disponibilizado junto com o novo esboço:

É verdade que as posições de presidente e vice-presidente serão ocupadas por executivos que ainda não são ativos na Comunidade. Contudo, essas pessoas são responsáveis, nas suas respectivas empresas, por direcionar o esforço de centenas de engenheiros que contribuirão com a Comunidade. Também são responsáveis em suas empresas por distribuir produtos baseados em versões do JDK.

O conselho está recebendo comentários até o dia 2 de junho.

Olá visitante

Você precisa cadastrar-se no InfoQ Brasil ou para enviar comentários. Há muitas vantagens em se cadastrar.

Obtenha o máximo da experiência do InfoQ Brasil.

Dê sua opinião

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber menssagens dessa discussão
Comentários da comunidade

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber menssagens dessa discussão

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber menssagens dessa discussão

Dê sua opinião

Conteúdo educacional

Feedback geral
Bugs
Publicidade
Editorial
InfoQ Brasil e todo o seu conteúdo: todos os direitos reservados. © 2006-2014 C4Media Inc.
Política de privacidade
BT