BT
x A sua opinião é importante! Por favor preencha a pesquisa do InfoQ sobre os seus hábitos de leitura!

Frameworks emburrecem os desenvolvedores?

por Dharis Brunoro em 23 Set 2011 |

Em um post em seu blog, K. Siva Prasad Reddy, desenvolvedor de software da JP Morgan, trouxe à tona a questão polêmica sobre a possibilidade de frameworks web estarem "emburrecendo" os desenvolvedores. Ele comenta que, após realizar algumas entrevistas de emprego em sua empresa, chegou à conclusão que a utilização de frameworks pode impedir que os desenvolvedores tenham um aprendizado mais profundo sobre as características técnicas da solução, gerando consequências negativas em várias áreas.

Por ser particularmente interessante, aqui está reproduzida umas das entrevistas realizadas por Reddy, para um vaga de desenvolvedor Java sênior com aproximadamente cinco anos de experiência:

Reddy: Vejo que você utilizou Spring no seu último projeto. Quais são as vantagens de utilizá-lo?

Entrevistado: Configuramos os beans em XML e o Spring cuida de instanciá-los e disponibilizá-los.

Reddy: Se o Spring está apenas criando objetos, por que seria necessário, já que posso instanciar as dependências simplesmente usando "new". Por que então configurar os nomes das classes em um arquivo XML e obter o objeto pelo Spring?

Entrevistado: Se amanhã quisermos criar outra implementação da interface, bastaria criá-la e atualizar a configuração no XML para usá-la. Não é preciso mudar classes Java e recompilar o projeto.

Reddy: Mas se você está escrevendo uma nova classe em Java, então é claro que precisará compilar o projeto. Com relação à mudança do XML, este arquivo geralmente está empacotado em um arquivo WAR ou EAR. Então provavelmente vai ser rodado um script para criar o WAR com todas as novas mudanças, e não é válida sua observação que "se é um XML, não preciso compilar".

Entrevistado: Mas o padrão de projeto de Injeção de Dependências recomenda fazer desta forma...

Reddy: OK, a entrevista terminou. Nosso RH entrará em contato com você.

Reddy reconhece que a utilização de frameworks aumenta a produtividade, mas defende que os desenvolvedores devem tentar entender como o framework faz o seu trabalho.

David Brion, desenvolvedor .Net que já contribuiu com projetos como NHibernate e Agata, entre outros, analisou a questão levantada por Reddy, concordando parcialmente:

Não diria que frameworks emburrecem os desenvolvedores. Mas noto que muitos desenvolvedores não têm ideia alguma sobre o que um framework está fazendo. E isso não acontece apenas em uma comunidade específica. Vejo desenvolvedores .NET, Java e Ruby com comportamento similar, e imagino que isso seja comum em todas as plataformas que tenham crescido ao ponto de não serem mais consideradas de nicho.

Frameworks, lembra Brion, são desenvolvidos para que não se tenha que lidar constantemente com certos detalhes de implementação. Por outro lado:

Não é uma boa postura usar um framework para abstrair e evitar conhecer os detalhes do que ocorre. Claro que não se deve saber cada detalhe específico, mas é importante estar atento ao que pode causar danos.

Ele destaca ainda que existem certos aspectos em desenvolvimento de software que não podem ser ignorados e que o uso indiscriminado de frameworks pode ter efeito prejudicial em várias áreas, como por exemplo a manutenção do código. Ou seja, o que inicialmente parece um aprimoramento, pode levar a problemas sérios de inflexibilidade e fragilidade no projeto.

Se você entende porque ele simplifica seu trabalho e como isso acontece, provavelmente usará o framework com mais responsabilidade – em vez de usá-lo cegamente e correr o risco de desconsiderar aspectos que não podem ser ignorados.

Entre os aspectos, Brion cita desempenho, gerenciamento de memória, operações complexas em banco de dados (e sua frequência), e otimização do uso de largura de banda e de chamadas remotas – aspectos que muitas vezes exigem descer o nível de abstração, ou até mesmo driblar o framework, para realizar um tratamento adequado. Quando há problemas nessas áreas, saber como cada elemento se encaixa e o que ocorre nos bastidores pode significar a economia de semanas de trabalho.

Olá visitante

Você precisa cadastrar-se no InfoQ Brasil ou para enviar comentários. Há muitas vantagens em se cadastrar.

Obtenha o máximo da experiência do InfoQ Brasil.

Dê sua opinião

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

A culpa é dos desenvolvedores by Dirlei Dionísio

Concordo com o Brion, o "emburrecimento" é culpa dos próprios desenvolvedores e não dos frameworks. Todos deveriam primeiro entender como as coisas funcionam antes de se "escorar" nelas.

Ridícula discussão by Rodrigo Salinas

Este tipo de discussão é comum cada certos anos na medida que aparecem novas abstrações no desenvolvimento de aplicações. Primeiro foi o salto de Assembler a C. Depois foi de C a Delphi ou a Java. Hoje em dia estamos saltando de linguagems de propósito geral a Domain Specific Languages como Spring, Rails-like Frameworks e muitos outros. A evolução no desenvolvimento é justamente a criação de novas abstrações emcima das anteriores. Deste modo o desenvolvedor não perderá a maior parte do seu tempo em temas estruturais que não aportam valor à solução buscada. O desenvolvedor agora pode usar a maior parte do seu tempo resolvendo os problemas mais conceituais do negócio. Disculpem meu português. Um abraço desde Santiago do Chile. rodrigosalinas.cl

Cada caso é um caso. by Fabio Rodrigues

eu entendo que isso depende de como você vai utilizar o framework e o quão dependente você ficará dele, pra mim é por exemplo é muito mais importante conhecer como o hibernate funciona do que o JODA time, pela importância e pela influencia que ele teria em meus projetos.

O mercado que emburrece os desenvolvedores by Pablo Leary

Programar em Java sem frameworks é um tiro no pé . Os gerentes de projetos seguem os desenvolvedores que eles tem confiança que sugerem frameworks de acordo com sua vaidade. O que acontece ? Cada empresa que o programador vai trabalhar ele se depara com um framework novo (Spring n , Seam , Struts , hibernate , etc) , uma arquitetura nova . O programador com mais tempo na equipe normalmente repassa tarefas que ele não quer fazer e pede produtividade . O desenvolvedor cumpre sua tarefa medíocre para pagar suas contas. Onde então que ele se aprofunda nos conceitos da computação ? Em casa, nos finais de semana , ou não se aprofunda em nada. Afinal amanhã terá um framework novo . Sem contar os frameworks "caseiros" . Aquelas porcarias legadas que alguém fez há 5 anos atrás e a empresa acredita ser tecnologia de ponta.

É muito fácil fazer perguntas capiciosas em entrevistas. Eu sempre digo para os amigos. Sempre minta para os analistas de RH e entrevistadores . Afinal nem eles sabem do que estão falando , e quando sabem é do seu próprio mundo.

Quem emburrecem os desenvolvedores é mercado.

Re: O mercado que emburrece os desenvolvedores by Felipe Jose Balbino

[2]Quem emburrecem os desenvolvedores é mercado.

Re: O mercado que emburrece os desenvolvedores by Márcio Rosa

Essa é uma discusão que tem vários pontos de vista, eu já vi muito junior se vendendo como sênior e conseguindo trampo, então numa dessas o cara é pego de calça curta, como o mercado ta precisando essas consultorias querendo ganhar dinheiro acaba deixando isso acontecer !

Os desenvolvedores emburrecem a si próprios by Claudio Vagheti

Depende do perfil de cada um, acredito que a pessoa precisa ter interesse de se aprofundar e conhecer como o framework funciona, mas não são todos que tem esse perfil. Para isso também é importante ter uma base forte, conhecimento de conceitos básicos e da plataforma em que desenvolve. Os frameworks são indispensáveis para a produtividade, mas é preciso fazer bom uso deles.

Isso nao e uma questao de se frameworks emburrecem os desenvolveores by Valter Konrad

Isso nao e uma questao de se frameworks emburrecem os desenvolveores, e sim de bons profissionais e ruins profissionais. Lembrem-se exsitem medicos bons e medicos (mesmo com anos de experiencia) que sao capazes de esquecer objetos no interior do corpo de seus pacientes, amputar o braco errado e etc. Profissional bem vai conhecer um framework mais a fundo, suas motivacoes e etc. Esse ai era o verdadeiro Senior do pau oco!!! kkkkkk

Essa geração já nasce burra by Josenaldo de Oliveira Matos Fi...

Não é o framework que emburrece. Os desenvolvedores já estão chegando ao mercado capengas!

Quando vejo um recém formado me dizer que não gosta de ler ou que passou a universidade inteira sem ler um livro sequer, não consigo imaginar como um framework pode piorar a situação desse infeliz.

Também houve um "boom" em nossa profissão, onde muitos desavisados entraram no barco achando que "informática dá dinheiro". Tarde demais eles decobrem que o que dá dinheiro é competência. Hoje, vemos programadores que abrem a boca pra dizer que "quando chegam em casa, não querem nem ver computador". E estuda que horas, infeliz?

Podem colocar a culpa no mercado, no gerente, no framework... Mas a verdade é uma só: se você emburreceu, a escolha foi sua!

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

9 Dê sua opinião

Conteúdo educacional

Feedback geral
Bugs
Publicidade
Editorial
InfoQ Brasil e todo o seu conteúdo: todos os direitos reservados. © 2006-2014 C4Media Inc.
Política de privacidade
BT