BT

Aceite o inesperado: padrões chave para a entrega efetiva de software

por Fernando Ultremare em 14 Nov 2011 |

Em seu keynote no OreDev Suécia 2011, Dan North apresentou novos desdobramentos de suas reflexões sobre o que tem chamado de "padrões de entrega efetiva de software". North defende, entre outras ideias chave, que se deve "aceitar a incerteza" a fim de alcançar os melhores resultados.

Gojko Adzic, que sumarizou a apresentação de North em seu blog, destaca que muitos dos elementos de mitigação de riscos existentes nos processos de entrega das organizações se devem ao fato de que "as pessoas têm medo de incerteza".

De acordo com North, preferimos estar errados a não termos certeza, pois ficamos "aterrorizados" diante da ideia de não sermos capazes de prever os eventos futuros do projeto. Esse seria o comportamento mais nocivo à qualidade das entregas.

O medo leva ao risco, o risco leva a processos, processos levam ao ódio... e a sofrimento e gráficos Gantt.

Adzic também destaca que muitos dos elementos destes processos são inúteis e contraproducentes, porque a incerteza é um fato da vida e assim mais estrutura e controle não são necessariamente soluções adequadas. Tais elementos são encontrados inclusive em processos de organizações que adotam princípios do manifesto ágil.

North indica haver um equívoco no entendimento das equipes sobre um dos valores centrais do manifesto, que diz respeito à capacidade de resposta a mudanças, e que aparece no subtítulo do livro de Kent Beck sobre XP como "aceite a mudança" (Embrace Change).

O equívoco estaria no fato de que grande parte das equipes tem buscado eliminar o inesperado através de ações para prever quando e onde as mudanças irão ocorrer. North alerta:

Incerteza não é apenas esperar mudanças. É admitir que coisas inesperadas e ruins vão acontecer, e que no início do projeto não temos como saber quais serão.

Ele acredita que "aceite a mudança" é uma expressão equivocada para tratar a questão, uma vez que a "capacidade de sobreviver" em um projeto está diretamente relacionada à capacidade de lidar com aquilo que é inesperado - "aceite a incerteza", portanto, seria mais apropriado.

O keynote no OreDev ainda inclui sugestões de práticas para o tratamento de eventos inesperados nos projetos, representando uma atitude oposta à tendência de tentar evitá-los através de controles mais rígidos.

Para aceitar a incerteza do escopo, North sugere técnicas como o planejamento em ondas sucessivas (rolling-wave planning); para conhecer mais sobre a imprevisibilidade do esforço, ele sugere o livro Beyond Budgeting e destaca: "gaste o dinheiro como se fosse seu".

A última sugestão trata da incerteza referente à necessidade de estrutura que, segundo North, gera apenas uma "ilusão de controle", devido à impossibilidade de se prever o futuro. Ele recomenda usar opções reais: reunir o máximo de informações antes de tomar uma decisão e nunca se comprometer cedo demais.

Olá visitante

Você precisa cadastrar-se no InfoQ Brasil ou para enviar comentários. Há muitas vantagens em se cadastrar.

Obtenha o máximo da experiência do InfoQ Brasil.

Dê sua opinião

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber menssagens dessa discussão
Comentários da comunidade

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber menssagens dessa discussão

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber menssagens dessa discussão

Dê sua opinião

Conteúdo educacional

Feedback geral
Bugs
Publicidade
Editorial
InfoQ Brasil e todo o seu conteúdo: todos os direitos reservados. © 2006-2014 C4Media Inc.
Política de privacidade
BT