BT

Aprendizado de ciclo duplo em retrospectivas e Lean Startup

por Anand Vishwanath , traduzido por Leonardo Campos em 11 Jun 2012 |

Sanjiv Augustine e Esther Derby ressaltam como o conceito de aprendizado de ciclo duplo (double-loop learning) pode ser um ótimo modelo para encorajar mudanças e melhorias nas equipes, ao desafiar premissas e estratégias fundamentais.

Em seu site, Chris Argyris esclarece a diferença entre as formas de aprendizado de ciclo único e de ciclo duplo:

O aprendizado de ciclo único aparece quando os objetivos, valores, frameworks e parte das estratégias são vistos como corretos, sem questionamento. O enfoque está nas técnicas e em torná-las mais eficientes; qualquer pensamento é orientado para tornar a estratégia mais eficiente. O aprendizado de ciclo duplo, em contrapartida, envolve o questionamento do próprio papel do sistema de aprendizado subjacente ao objetivos e estratégias.

Esther Derby esclarece mais o conceito em seu post:

No aprendizado de ciclo único, perguntamos, "como fazer melhor o que fazemos?". Já no de ciclo duplo perguntamos, "Por que isto é a coisa certa a se fazer?", e também analisamos valores, pensamentos e suposições. Tornar explícitas as crenças, suposições e pensamentos, testando-os e fazendo experimentos leva a melhorias potenciais em uma organização e a um aprendizado significativo.

O esboço a seguir, do site da Esther Derby, apresenta visualmente alguns desses conceitos:

Nas retrospectivas, Derby sugere fazer algumas perguntas, para que as equipes possam perceber as premissas existentes e então testá-las.

  • a [prática ou ação] faz sentido quando ___________.
  • a [prática ou ação] funcionará perfeitamente quando ___________.
  • O que sabemos com certeza? Como sabemos?
  • O que presumimos ser verdade? Podemos confirmar?
  • Por que acreditamos nisso?
  • O que é falso, com base em nossas investigações?

Sanjiv Augustine adiciona argumentos quanto à importância das retrospectivas e do aprendizado de ciclo duplo:

As retrospectivas são uma forma de implementar com maior profundidade o aprendizado de ciclo duplo, além dos ajustes do dia-a-dia que fazemos para que as coisas continuem progredindo nos projetos. As retrospectivas, portanto, são fundamentais para a melhoria contínua. As equipes e organizações não melhoram a não ser que constantemente sejam avaliados e aperfeiçoados os seus processos. As retrospectivas são um excelente meio de implementar a melhoria contínua.

Um post no blog Marksweep fala sobre como o aprendizado de ciclo duplo também é usado no framework de Lean Startup:

O framework de Lean Startup também inclui o aprendizado de ciclo duplo, o pivot (mudança de direção). Quando se começa a trabalhar com o Lean Startup, declaram-se explicitamente as hipóteses em que se acredita. Estas são as hipóteses fundamentais que estão sendo validadas através da estratégia inicial de sua startup.

Em certo momento, voltamos e reavaliamos estas hipóteses em uma reunião chamada "persistir ou mudar de direção". Nesta reunião, decidimos por continuar a otimizar a estratégia atual ou mudar de direção ("pivotar") para uma nova estratégia e novas premissas, com base em seu aprendizado.

Quais técnicas você já usou para promover o aprendizado de ciclo duplo em sua equipe?

Olá visitante

Você precisa cadastrar-se no InfoQ Brasil ou para enviar comentários. Há muitas vantagens em se cadastrar.

Obtenha o máximo da experiência do InfoQ Brasil.

Dê sua opinião

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber menssagens dessa discussão
Comentários da comunidade

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber menssagens dessa discussão

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber menssagens dessa discussão

Dê sua opinião

Conteúdo educacional

Feedback geral
Bugs
Publicidade
Editorial
InfoQ Brasil e todo o seu conteúdo: todos os direitos reservados. © 2006-2014 C4Media Inc.
Política de privacidade
BT