BT

Desenvolvimento com ASP.NET: o que vem por aí

por Jeff Martin , traduzido por Ivo La Puma em 22 Ago 2012 |

No evento aspConf 2012, Scott Hanselman detalhou o estado atual do ASP.NET e o que está por vir na plataforma. Está prevista uma integração mais próxima com o NuGet (um gerenciador de pacotes integrado ao .NET Framework) e melhoramentos no editor do Visual Studio, além de uma sequência mais frequente de lançamentos.

Segundo Hanselman, a expectativa é que a comunidade ASP.NET continue a crescer e que a Microsoft se torne um importante patrocinador da extensão NuGet, fornecendo uma maneira de integrar seus diversos componentes. Analisando em alto nível, isso tornaria possível um futuro em que os desenvolvedores possam combinar soluções construídas sobre o ASP.NET, não ficando limitados a uma única estratégia. (A figura ilustra a proposta de "Um ASP.NET" defendida por Hanselman.)

Historicamente, o ciclo de desenvolvimento do Visual Studio tem sido de 18 meses, permitindo apenas uma pequena janela para a inclusão de novas funcionalidades. Para aumentar essa janela, a plataforma Visual Studio passará de um planejamento de lançamentos "monolítico" para um planejamento que permite a entrega de atualizações intermediárias adicionais. Novas funcionalidades poderão ser propostas, desenvolvidas e disponibilizadas de maneira mais rápida. Como exemplo disso, os templates do ASP.NET agora serão mantidos pela equipe do próprio projeto, permitindo que se beneficiem do novo ciclo de desenvolvimento e de lançamentos.

Hanselman também especulou sobre a possibilidade de, no futuro, o Visual Studio permitir a construção de projetos escolhendo-se apenas os componentes necessários via NuGet (e fazendo o download, caso não estejam disponíveis localmente). Abaixo segue um exemplo que ilustra um projeto utilizando WebPages, MVC e WebForms:

Também apresentou algumas das novas funcionalidades do Visual Studio. A primeira demonstração ilustrou como incluir logins de acesso às mídias sociais em aplicações ASP.NET, com a biblioteca de código aberto DotNetOpenAuth. Com isso, os desenvolvedores poderão incorporar acesso aos autenticadores de login do Twitter, Facebook, Google e Microsoft. Tanto WebForms, MVC e WebPages podem fazer uso desta biblioteca.

Também foram demonstrados recursos de produtividade do editor de CSS. Por exemplo, ao definir uma cor pelo seu valor hexadecimal, uma amostra dessa cor aparece quando o cursor para sobre o valor. De maneira semelhante, uma imagem no formato PNG codificada em Base64 pode ser inserida diretamente no CSS. Além disso, uma miniatura da imagem também é mostrada quando o cursor fica parado sobre sua definição.

Existe uma nova funcionalidade no Visual Studio para escrever trechos de código repetitivos, que será muito apreciada pelos desenvolvedores que usam JSON. Ela permite que pequenos trechos de uma instância de um arquivo JSON sejam selecionados, recortados e então colados novamente para criar uma classe com métodos baseados na instância utilizada.

Embora algumas dessas funcionalidades ainda sejam provas de conceito, ou fornecidas por extensões, o novo ciclo de desenvolvimento mais rápido vai possibilitar que alcancem os desenvolvedores mais rapidamente - no final de 2012 ou início de 2013, em vez de 2014, se fosse seguido o ciclo de lançamentos anterior.

Olá visitante

Você precisa cadastrar-se no InfoQ Brasil ou para enviar comentários. Há muitas vantagens em se cadastrar.

Obtenha o máximo da experiência do InfoQ Brasil.

Dê sua opinião

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão
Comentários da comunidade

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

Dê sua opinião

Conteúdo educacional

Feedback geral
Bugs
Publicidade
Editorial
InfoQ Brasil e todo o seu conteúdo: todos os direitos reservados. © 2006-2014 C4Media Inc.
Política de privacidade
BT