BT

Elastic Beanstalk do AWS traz suporte a Python

por Rafael Nunes em 20 Ago 2012 |

A plataforma de PaaS (Platform as a Service) do Amazon AWS, conhecida como Elastic Beanstalk, ganhou suporte à plataforma Python, além de integração facilitada ao mecanismo de persistência relacional RDS.

O AWS Elastic Beanstalk é uma forma rápida de desenvolver e executar aplicações desenvolvidas em PHP, Java, .NET e agora também Python. Através de um simples upload, a ferramenta consegue criar toda a infraestrutura do AWS para executar aplicação, incluindo as instâncias do EC2, balanceamento de carga com ELB, autoescababilidade com Auto-Scaling e monitoramento com CloudWatch.

A execução de programas Python acontece através do servidor HTTP Apache e WSGI, o que possibilita desenvolver com os principais frameworks da plataforma, como DJango e Flask.
As dependências das aplicaçõe são gerenciadas pelo utilitário "pip", bastando configurar quais são as dependências necessárias. Durante o processo de deploy, é realizado o download e são incluídas as dependências na aplicação.

Além disso, caso sua aplicação utilize um banco de dados relacional, o AWS Elastic Beanstalk pode também criar instâncias do serviço RDS e já configurá-los para se comunicar com as instâncias do EC2 criadas.

Veja mais detalhes sobre o desenvolvimento em Python no PaaS da Amazon na página da plataforma.

Olá visitante

Você precisa cadastrar-se no InfoQ Brasil ou para enviar comentários. Há muitas vantagens em se cadastrar.

Obtenha o máximo da experiência do InfoQ Brasil.

Dê sua opinião

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber menssagens dessa discussão
Comentários da comunidade

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber menssagens dessa discussão

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber menssagens dessa discussão

Dê sua opinião

Conteúdo educacional

Feedback geral
Bugs
Publicidade
Editorial
InfoQ Brasil e todo o seu conteúdo: todos os direitos reservados. © 2006-2014 C4Media Inc.
Política de privacidade
BT