BT

Ensino de programação para todos: oportunidade para suprir as demandas de mercado

por Paulo Rebelo em 04 Mar 2013 |

Foi lançado recentemente o site Code.org, com o objetivo principal de disseminar conhecimento em programação e tentar suprir a grande demanda de programadores prevista para os próximos anos, principalmente nos Estados Unidos.

O site tem o apoio de grandes nomes da indústria norte-americana que corroboram com a ideia, tais como: Bill Gates (Microsoft), Mark Zuckerberg (Facebook), Eric Schmidt (Google), além de alguns nomes da política, esporte e música: Bill Clinton (ex-presidente norte-americano), Chris Bosh (Miami Heat) e will.i.am (Black Eyed Peas).

Um vídeo institucional de divulgação do site, em que são apresentadas as razões da iniciativa Code.org, está invadindo as redes sociais e tem se propagado rapidamente. No vídeo, uma frase célebre de Steve Jobs ganhou destaque:

Todos deste país deveriam aprender como programar um computador... pois isso ensina você a pensar.

Depois, Bill Gates conta a sua história:

Eu tinha apenas 13 anos de idade quando tive acesso ao primeiro computador. Codifiquei um programa de Jogo da Velha.

Mark Zuckerberg incentiva o aprendizado de programação dizendo:

Acredito que você pode começar programando pequenas coisas. E um dos maiores equívocos sobre a Ciência da Computação e programação, em geral, é o fato de que você precisa aprender um grande conjunto de informações antes de começar a construir algo.

Segundo a estatística exibida no próprio site, há um crescimento acentuado da demanda de programadores nos Estados Unidos, mostrando que o país não terá condições de suprir a demanda até 2020, pelo menos. Outra notícia, publicada no InfoQ, reforça a procura por desenvolvedores e demonstra como está a demanda por contratação de profissionais que seguem a filosofia ágil.

Na mesma linha do Code.org, vários cursos online e gratuitos estão disponíveis na Internet, e oferecem conteúdo, material e carga horária adequados, como: Coursera, Udacity, Edx, Teaching Tree e Veduca (em português).

E quanto ao Brasil? Como está o mercado de desenvolvimento de software? Não seria uma brilhante ideia disseminarmos o ensino de forma gratuita por aqui? O aprendizado de programação não somente alavanca a economia do país como ensina algo muito mais importante à população: pensar logicamente e de forma estruturada.

Olá visitante

Você precisa cadastrar-se no InfoQ Brasil ou para enviar comentários. Há muitas vantagens em se cadastrar.

Obtenha o máximo da experiência do InfoQ Brasil.

Dê sua opinião

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber menssagens dessa discussão

Programação não é para todo mundo by Eric Hideki

Um amigo no twitter(@Jonathan_hepp)compartilhou um link bem interessante mostrando o ponto de vista contrário ao vídeo, afirmando que programar não é para todos, desmitificando totalmente as afirmações dos entrevistados. O texto está em inglês, mas acredito que seja bem interessante dar uma lida como forma de enriquecimento de opiniões.

symbo1ics.com/blog/?p=1615 de ROBERT SMITH

Grande abraço!

Re: Programação não é para todo mundo by Alessandro Willian

Eles querem mais gente para pagar "quinhentão" no projeto de "home page". Eles precisam de mais gente para saturar a área.

Re: Programação não é para todo mundo by Paulo Rebelo

Oi Eric,

Eu entendo o seu ponto de vista, o que podemos acreditar é que algumas pessoas têm mais facilidade para programar do que outras. O ser humano é capaz de realizar qualquer função, devemos apenas acreditar nele. Muitos não têm qualquer afinidade com medicina, outros com tecnologia, e assim por diante. Isso é algo natural mesmo. Pensando de forma positiva, o que eles estão querendo oferecer é um incentivo para programar e não forçando ninguém a isso. E qualquer incentivo para o aprendizado é totalmente válido, ainda mais quando é gratuito. Existem muitas pessoas carentes que seriam excelentes programadores se tivessem oportunidade, concorda?

Abração!

Re: Programação não é para todo mundo by Paulo Rebelo

Oi Alessandro,

Realmente parece isso, mas eu posso falar a você com honestidade que está muito difícil contratar programador nos Estados Unidos. Eu participei de projetos de desenvolvimento nos Estados Unidos e passei por isso, simplesmente não se encontram programadores por lá. Visualizando por outra dimensão, a área está sendo bem valorizada.

Abraço!

Re: Programação não é para todo mundo by César Augusto de Paula

Pode estar sendo bem valorizada lá nos EUA... Por que aqui o salário ó...

Programação não é para todo mundo by Fábio Brito Pinto

A maioria das pessoas não sabe nem fazer uma formula tosca de comparação "SE" no excel, imagina se vão saber programar.

Devia incentivar a ter aulas de direito e ética nas escolas.

Ensino de programação para todos: oportunidade para suprir as demandas de m by jacques jonjacs

"E quanto ao Brasil? Como está o mercado de desenvolvimento de software? Não seria uma brilhante ideia disseminarmos o ensino de forma gratuita por aqui?" O professor Neri Videoaulas praticamente já faz isso em nosso país! www.facebook.com/neri.videoaulas

Re: Programação não é para todo mundo by Rogerio Alves

Concordo do início ao fim de sua afirmação. O mercado brasileiro, que já não dá o devido respeito ao profissional de informática, uma vez que não temos conselho, salário base ou mesmo temos direito à greve, pois faça greve e você estará fora da(s) empresa(s) (já que elas se inter-relacionam), com a entrada de pseudo-programadores no mercado, será o fim para quem é graduado (e às vezes pós) e estuda diariamente para se manter no mercado com tantas tecnologias.

Re: Programação não é para todo mundo by ALISSON FERREIRA

Quando a imprensa foi criada e deu início a publicação em massa de livros falaram a a mesma coisa que "ler não era pra todo mundo!"

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber menssagens dessa discussão

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber menssagens dessa discussão

9 Dê sua opinião

Conteúdo educacional

Feedback geral
Bugs
Publicidade
Editorial
InfoQ Brasil e todo o seu conteúdo: todos os direitos reservados. © 2006-2013 C4Media Inc.
Política de privacidade
BT