BT
x A sua opinião é importante! Por favor preencha a pesquisa do InfoQ sobre os seus hábitos de leitura!

ThoughtWorks Radar - Julho de 2014: Tendências em JavaScript, Microservices, Lei de Conway e Descent

por Abel Avram , traduzido por Roberto Pepato em 18 Jul 2014 |

A ThoughtWorks publicou recentemente o seu Technology Radar July 2014 (PDF), destacando tendências importantes no ecossistema JavaScript, microservices, Lei de Conway e descentralização de infraestrutura.

Para esta edição do radar, a ThoughtWorks destacou as seguintes tendências:

  • O ecossistema JavaScript está experimentando uma evolução dinâmica
  • Existe um importante interesse em microservices e muita ênfase em web APIs como a conexão entre o mundo interno das empresas e externo
  • Há uma crescente conscientização sobre a Lei de Conway
  • Há uma necessidade de descentralização de dados e infraestrutura após um período de consolidação dos provedores de Internet e cloud

Assim como nas edições anteriores do radar ThoughtWorks, o gráfico contém quatro quadrantes, cada um deles dividido em quatro zonas: Adote (Adopt) - recomendado para adoção, Experimente (Trial) - vale a pena experimentar em projetos de risco reduzido, Avalie (Assess) - recomendado para avaliação e Aguarde (Hold) - utilize com cautela. Os itens numerados aparecem em um círculo quando estão na mesma posição da edição anterior do radar (Janeiro 2014 - PDF) ou em um triângulo com bordas arredondadas quando forem novos ou tiverem mudado de posição. A seguir, é apresentado o quadrante de Técnicas:

image

Destacamos nesta seção:

  • (1) Forward Secrecy (Adopt)- uma técnica de criptografia que protege comunicações prévias quando uma chave da sessão é comprometida.
  • (8) The Inverse Conway Maneuver (Trial) - que sugere "desenvolver seu time e a estrutura organizacional para promover sua arquitetura desejada", idealmente atingindo isomorfismo entre as arquiteturas de negócio e técnica.
  • (15) REST without PUT (Trial) - utilizar POST ao invés de PUT porque ele separa "interfaces de consulta e de comando e força os clientes a considerar a consistência eventual".
  • (25) DevOps as a Team (Hold) - isto é para chamar a atenção para o fato de que DevOps é uma mudança cultural e as organizações, e não deve ser criado mais um silo.

Para o quadrante de plataformas (apresentado abaixo), destacamos o seguinte:

  • (29) Hadoop 2.0 (Adopt) movido de Trial para Adopt (Hadoop 2.0 é incorretamente retratado em um círculo).
  • Um grande número de plataformas é recomendado para avaliação (Assess), incluindo (34) ARM SoC, (35) CoAP - um protocolo IoT, (37) Espruino - um controlador incluindo um interpretador JavaScript, e (44) Two-factor Authentication.
  • Curiosamente, a ThoughtWorks posicionou (49) OSGi em Hold porque "ele resolve apenas uma pequena parte do problema e muitas vezes acrescenta sua própria complexidade acidental para os projetos, como builds mais complexos"



image

No tocante à ferramentas, observamos:

  • (50) Ansible foi movido para Adopt
  • (58) Go CD, a ferramenta CD que teve seu código aberto pela ThoughtWorks em março é recomendada para Trial.
  • Um bom número de ferramentas alcançou a zona de Avaliação (Assess), incluindo (69) Appium - um framework de testes mobile automatizados, (76) Rosylin - a tecnologia de compilação da Microsoft, (77) Spark - uma ferramenta de analytics para big data e (78) Swagger - um padrão para APIs RESTful



    .tw-radar-tools

Para o último quadrante, Linguagens e Frameworks, notamos:

  • (84) Java 8 (Adopt)- A ThoughtWorks considera que o Java 8 conseguiu manter retro-compatibilidade e ao mesmo tempo introduziu uma "profunda mudança na linguagem integrada à bibliotecas e recursos existentes", recomendando sua adoção.
  • (87) AngularJS, (88) Core Async e (95) R são considerados adequados para Trial.
  • Algumas novas linguagens são recomendadas para avaliação (Assess), como (96) Elm, (101) Rust e (105) Wolfram.
  • (107) JSF continua em Hold, a ThoughtWorks considera que "o JSF é falho porque ele tenta abstrair HTML, CSS e HTTP, exatamente o inverso do que fazem os frameworks web modernos".

tw-radar-lang

Olá visitante

Você precisa cadastrar-se no InfoQ Brasil ou para enviar comentários. Há muitas vantagens em se cadastrar.

Obtenha o máximo da experiência do InfoQ Brasil.

Dê sua opinião

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão
Comentários da comunidade

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

Dê sua opinião

Conteúdo educacional

Feedback geral
Bugs
Publicidade
Editorial
InfoQ Brasil e todo o seu conteúdo: todos os direitos reservados. © 2006-2014 C4Media Inc.
Política de privacidade
BT