BT

A viagem de um homem numa Jornada com Pair Programming

por Mike Bria , traduzido por Victor Hugo Germano em 29 Jan 2009 |

Corey Haines recentemente embarcou em " uma excursão de Pair Programming" de uma única pessoa na região central dos EUA. - Agora, há três semanas nesta viagem inovadora, Haines postou um vídeo de entrevistas revelando muitos dos insights que ele conseguiu sobre pares, testes automatizados e a evolução do “artesão de software” enquanto compartilha o teclado nas casas de Dave Chelimsky, Brian Marick, Uncle Bob Martin entre outros.

Inicialmente inspirado pelo matemático húngaro Paul Erdős, Corey Haines embarcou em uma viagem em nome de aumentar a ênfase de industria em software como um artesanato. Assim como fez Erdos em meados do século XX, Haines está atualmente viajando ao redor do centro-oeste norte americano para praticar desenvolvimento de software (ao invés de matemática) com uma ampla gama de seus colegas e mentores. Em “par” com eles. 

Enquanto ele entitulou a viagem de um "Pair Programming Tour" o principal intuito é de alguma forma menos sobre pair programming em si, do que sobre buscar informações do que é necessário para um desenvolvedor de software realmente se tornar bom naquilo que faz. Como o próprio Corey afirmou quando a InfoQ conversou com ele:

A viagem é a primeira iniciativa de prover um mecanismo para a comunidade ganhar os benefícios da mentalidade do journeyman, viajando e trabalhando com diferentes pessoas.

Em sua essência, Haines está atuando em uma interpretação totalmente literal da opinião de que software é um processo artesanal, e ainda que só pode ser apenas dominado através de experiências reais com diferentes problemas e sendo exposto ao aprendizado de outros artesãos.

Em relação a como a viagem o tem pessoalmente ajudado desta forma, Haines apresentou o que tinha a dizer sobre as três semanas que ele tem gasto usando o teclado com outros: 

Uma coisa que se destaca é o benefício que eu ganho por fazer par com uma gama tão vasta de pessoas em projetos diferentes: uma aplicação Ruby Cocoa; um Ruby VM em ActionScript; aplicativos baseado em Merb-, Rails-, Limelight e o bom e velho Ruby. Eu tenho visto um monte de ambientes diferentes, de escritórios a salas de estar que tem me dado uma perspectiva diferente das pessoas também.

Haines capturou vídeo de entrevistas com cada um dos seus hosts e postou no blog monitorando o progresso de sua viagem, permitindo-nos também compartilhar sua "exposição à história de outros artesãos". Nessas entrevistas você vai ouvir várias histórias e pontos de vista de ”Tio” Bob Martin, Brian Marick (Parte 1 e Parte 2), David Chelimsky, Micah Martin, Dave Hoover e Eric Meyer. Cada uma das entrevistas vale a pena ver na íntegra, mas algumas em destaques são:

  • Dave Chelimsky em como não existe melhor substitutivo para aprendizagem do nosso artesanato do que trabalhando com os outros (via pares); sobre o beneficio em relação à leitura de um livro ou um blog("você não pode aprender a assar um bolo observando um grande bolo ").
  • Brian Marick sobre os problemas e alternativas para desenvolvimento orientado a testes de aceitação, também leva suas "duas telas em par".
  • Micah Martin na 8ª Light's Apprenticeship abordagem do crescimento do artesão de software.
  • A Perspectiva de cada pessoa sobre o que Corey está fazendo e suas experiências em par com ele. ‑­

Reserve algum tempo para checar os registros de Corey em sua viagem, compartilhando sua percepção sobre sua iniciativa ao longo das ultimas semanas.

E como sempre, não se acanhe, faça login e comente logo abaixo para permitir que todos aqui saibam o que você pensa sobre Pair Programming Journeyman Tour !

Olá visitante

Você precisa cadastrar-se no InfoQ Brasil ou para enviar comentários. Há muitas vantagens em se cadastrar.

Obtenha o máximo da experiência do InfoQ Brasil.

Dê sua opinião

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

Esse cara é bom! by André Faria

As entrevistas são realmente muito boas. Vale a pena conferir!

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

1 Dê sua opinião

Conteúdo educacional

Feedback geral
Bugs
Publicidade
Editorial
InfoQ Brasil e todo o seu conteúdo: todos os direitos reservados. © 2006-2014 C4Media Inc.
Política de privacidade
BT