BT
x A sua opinião é importante! Por favor preencha a pesquisa do InfoQ sobre os seus hábitos de leitura!

Como é a implantação de métodos ágeis na sua empresa?

por Lucas Souza em 17 Fev 2010 |
Ultimamente um dos assuntos mais falados no desenvolvimento de software é metodologias ágeis, em todas as suas variações: Lean, XP, Scrum. Um dos principais pontos de discussão é em relação a como introduzir métodos ágeis nas empresa, o que muitos comentam como sendo algo extremamente difícil. Sempre existe aquela história de que "essa metodologia é legal, mas para o nosso modelo de negócio não funciona". Enquanto muitas vezes isso pode ser verdade, as vezes não.

Recentemente no InfoQ.com foi publicado um conjunto de téses em que Uncle Bob cita algumas falhas do Scrum, entre elas:
  • Nenhuma técnica prática
  • Certificação em CSM
  • Idéia de anti gerenciamento
  • Falta de testes automatizados
Bob também cita algumas adaptações que estas equipes fazem para solucionar estes problemas, como por exemplo em relação ao Scrum não indicar o uso de nenhuma técnica prática, ele recomenda o uso de técnicas do XP, um caminho também recomendado pelas empresas Agile brasileiras, entre elas:
  • Programação Pareada
  • Test Driven Development
  • Integração Contínua
  • Refatoração

No Brasil existem vários casos de sucesso sobre o uso de métodos ágeis, sendo um deles o da globo.com, sobre o qual Guilherme Chapiewski postou em seu blog algumas experiências da implantação dos mesmos. Ele cita o tempo que foi necessário para obter resultados significativos quanto ao uso de métodos ágeis:

Me lembro quando perguntei lá no início para o Boris Gloger sobre o tempo que levaria para as coisas acontecerem. Na época ele falou que para uma empresa do tamanho da Globo.com certamente levaria de 2 a 4 anos para as coisas mudarem de fato. Eu achei um exagero e que ele estava louco, mas era eu que não tinha noção do tamanho da coisa toda. Ele estava certo.

Ele fala também que ser ágil não é apenas utilizar alguma metodologia considerada ágil, ou adotar uma única ferramenta, como o Rodrigo Yoshima comenta em uma discussão na lista scrum-brasil:

Using Rally makes you Agile, guaranteed: http://www.rallydev.com/guarantee
O que matou o RUP vai matar o Agile. Teoria se confirmando: http://blog.aspercom.com.br/2009/09/29/o-que-matou-o-rup-pode-matar-o-agile/

Também não é somente ler algum livro e se autodenominar ágil:

Hoje eu consigo entender com mais clareza o real sentido do empirismo que tanto se fala. Mesmo com pilhas de livros sobre desenvolvimento ágil na minha prateleira, eu olho para trás e vejo que o processo de “tentativa e erro” foi muito mais importante para o meu aprendizado do que qualquer teoria. Várias coisas escritas nos livros deram certo para alguns times e não deram para outros, e no fim das contas o que ficou foi uma mistura de todas essa experiências. Fomos fazendo as coisas, vendo o que dava certo ou errado, mudando, adaptando e seguindo em frente. Hoje não dá pra dizer que a Globo.com usa Scrum, XP, Lean ou Kanban. Você pode encontrar todos os seus sabores preferidos de Agile por aqui, às vezes misturados e até mesmo bem customizados e diferentes do tradicional.

Guilherme fala também de alguns fatores preponderantes para alcançar sucesso quanto ao uso de métodos ágeis:

  • Sempre haverá transição, o processo sempre terá que ser adaptado
  • Sua equipe precisa estar feliz
  • O foco da equipe deve ser sempre o produto
  • Como disse o Uncle Bob, utilizar técnicas tais como TDD, Testes, etc é essencial
  • Agile não é o Santo Graal

Desenvolvimento de Software de maneira ágil não é uma das coisas mais simples de fazer. Exige muito paciência e acima de tudo, mudança de cultura.

E na sua empresa, vocês usam alguma metodologia ágil? Como foi o processo de adoção?

 

Olá visitante

Você precisa cadastrar-se no InfoQ Brasil ou para enviar comentários. Há muitas vantagens em se cadastrar.

Obtenha o máximo da experiência do InfoQ Brasil.

Dê sua opinião

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão
Comentários da comunidade

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

Dê sua opinião

Conteúdo educacional

Feedback geral
Bugs
Publicidade
Editorial
InfoQ Brasil e todo o seu conteúdo: todos os direitos reservados. © 2006-2014 C4Media Inc.
Política de privacidade
BT