BT

Ordenação do backlog do produto: sequenciar leva ao sucesso

por David Bulkin , traduzido por Elderclei Reami em 03 Fev 2012 |

Alguns product owners priorizam os itens de seus backlogs comparando-os dois-a-dois sobre o retorno econômico de cada um. Equipes ágeis bem-sucedidos usam frequentemente uma abordagem mais abrangente, considerando riscos, dependências e as relações complexas existentes entre os itens do backlog.

Um artigo de James O. Coplien, publicado em 3 de agosto de 2011 no site da Scrum Alliance, mas que ainda gera comentários, trata das mudanças na versão atualizada do Guia do Scrum (pdf da tradução oficial para a língua portuguesa do Scrum Guide) no que tange a priorização do backlog do produto ou como James explica: ordenação.

Priorizar uma lista significa ordenar seus itens pela importância de cada um em relação aos outros. As prioridades guiam a comparação dois-a-dois dos itens na lista. Pense na aplicação do algorítmo de ordenação "por bolhas" (bubble sort) para priorizar o backlog do produto: compare os dois itens do topo e troque-os de posição se estiverem na ordem errada. Passe, então, para o próximo par e continue percorrendo a lista até que todos os itens estejam nas posições corretas. Priorização e ordenação andam de mãos dadas. Todas as comparações são locais, ou seja, são restritas a uma otimização local.

De forma mais ampla, a equipe Scrum e o Product Owner precisam considerar todo o backlog ao ordenar seus itens, a fim de otimizar o valor ou o retorno sobre o investimento (ROI). A maioria das pessoas normalmente acha que o ROI tem prioridade, entretanto você deve pensar o ROI como o resultado de longo prazo decorrente da ordenação correta de todo o backlog, ao invés da simples soma do ROI dos itens individuais. Isto é verdade, de certa forma, porque o ROI de um item isolado depende de sua posição no backlog.

Arlen Bankston, consultor e instrutor em práticas ágeis, explica ainda a necessidade de olhar para além do ROI que um item do backlog pode gerar.

Com frequência, o valor de histórias individuais - em especial, nos estágios iniciais do desenvolvimento de novos produtos - é baseado mais no feedback gerado sobre a adequação das características do produto ao mercado e sobre as necessidades dos consumidores, que de fato na contribuição direta para o ROI. Isto faz com que a simples comparação de histórias duas-a-duas seja uma abordagem muito simplista, pois a descoberta de padrões sobre o produto e seus consumidores precisa ser considerada, além da geração de receita.

Outros membros da comunidade ágil vêm aplicando variações do esquema de ordenação há algum tempo. Vários anos atrás Roland Cuellar explicou que um termo melhor seria sequência para o mercado, em que sequência combina fatores técnicos e de negócios, além de fatores como risco e dependências. Usar a palavra "sequência" ajuda, pois ela permite que o gerenciamento de produto vá além da concepção de que tudo tem alta prioridade e dá a ideia de que, sim, tudo tem sua prioridade, mas vamos determinar qual item de alta prioridade vem a seguir.

Desse modo, independente de chamar a ação de ordenação, priorização ou sequenciamento, os product owners efetivos têm uma visão holística de seus backlogs, para garantir que os itens sejam entregues de modo a maximizar tanto o valor imediato, quanto o de longo prazo.

Você já teve experiências com ordenação e sequenciamento do backlog? Quais foram?

Olá visitante

Você precisa cadastrar-se no InfoQ Brasil ou para enviar comentários. Há muitas vantagens em se cadastrar.

Obtenha o máximo da experiência do InfoQ Brasil.

Dê sua opinião

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber menssagens dessa discussão
Comentários da comunidade

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber menssagens dessa discussão

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber menssagens dessa discussão

Dê sua opinião

Conteúdo educacional

Feedback geral
Bugs
Publicidade
Editorial
InfoQ Brasil e todo o seu conteúdo: todos os direitos reservados. © 2006-2013 C4Media Inc.
Política de privacidade
BT