BT
x A sua opinião é importante! Por favor preencha a pesquisa do InfoQ sobre os seus hábitos de leitura!

Um olhar bem pessoal sobre os 12 anos de Agile

por Marta Jasinska , traduzido por Fernando Ultremare em 05 Jun 2012 |

Recentemente, Simon Baker, coach Agile e cofundador da Energized Work, publicou um panorama de sua experiência com metodologias ágeis. O documento, intitulado "No Bull" tem 16 páginas e diagramação de revista. Pode ser baixado em PDF, mediante cadastro gratuito necessário.

A intenção por trás do trabalho foi provocar novas ideias, analisando em retrospectiva os progressos já realizados entre as diferentes equipes, e entender o que podemos esperar para o futuro do Agile. Em um de seus tweets, Baker descreveu o processo de escrita do texto como "uma experiência de limpeza".

Baker toca em uma série de temas, desde os primórdios do Agile, através das mudanças que ele mesmo experimentou em diferentes empresas, a adaptações a novas práticas e metodologias, até suas reflexões sobre o futuro do movimento. Ele adverte contra a o excesso de confiança em um determinado processo, o que pode ser um fator limitante para a experimentação e o desenvolvimento criativo.

Algumas partes do texto estão focadas em temas como o custo de dívidas técnicas, além de aspectos de gestão e da má qualidade do software. Baker aponta que ainda existem debates em andamento sobre as melhores maneiras de se adotar Agile, e que nem todos ainda compreendem a diferença entre "fazer Agile" (seguir cegamente um processo) e ser Agile.

Na seção final do artigo, Baker aponta para aquilo que a comunidade ágil precisa aprender e aplicar futuramente:

  1. Manter o equilíbrio entre o valor do negócio, qualidade de software, processo e experimentação;
  2. Não limitar as mudanças nos departamentos de TI;
  3. Tornar os gestores membros contribuintes da equipe: uma boa gestão é responsabilidade de todos.

Uma das conclusões é que "Fazer Agile" ou "Ser Agile" não é realmente a questão. O ponto é identificar como se tornar mais eficaz a cada dia.

O texto atraiu a atenção de uma série de pessoas entusiasmadas da comunidade que deixaram seus comentários, na maioria positivos.

Olá visitante

Você precisa cadastrar-se no InfoQ Brasil ou para enviar comentários. Há muitas vantagens em se cadastrar.

Obtenha o máximo da experiência do InfoQ Brasil.

Dê sua opinião

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão
Comentários da comunidade

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber mensagens dessa discussão

Dê sua opinião

Conteúdo educacional

Feedback geral
Bugs
Publicidade
Editorial
InfoQ Brasil e todo o seu conteúdo: todos os direitos reservados. © 2006-2014 C4Media Inc.
Política de privacidade
BT