BT

Checklists para adoção de Agile: úteis ou nocivos?

por Ben Linders , traduzido por Mário Henrique Trentim em 19 Fev 2013 |

Um checklist pode ser útil na adoção de Agile em uma empresa, como defende Elena Yatzeck, em seu artigo "Dez itens para um checklist Agile nas corporações":

Mantenho um checklist de dez itens para adoção Agile, que é útil principalmente a Product Owners de grandes empresas. Alguns desses tópicos podem também ser aplicados em empresas menores.

O checklist de Yatzeck aborda vários itens a serem considerados na adoção de Agile, pela perspectiva de um Product Owner, entre eles:

Padrão de alocação de pessoal. Um projeto ágil requer o engajamento de uma equipe completa durante toda a duração do projeto, nas proporções adequadas. Portanto, ao estimar o projeto, verifique se é possível essa alocação de pessoal. Caso contrário, surgirão riscos nessa área.

Auditoria. Se os processos de auditoria estão funcionando, você como Product Owner deve sempre saber o que está ocorrendo, já que está pessoalmente envolvido desde o planejamento da release e pode acompanhar o andamento do projeto de forma geral.

O último item do checklist de Yatzeck discute o que é necessário para utilizar Agile e como lidar com conselhos:

Tenha cuidado com radicais, e sempre que se deparar com a frase "Isso não é Agile se...". O Agile provê muitas oportunidades, mas para se beneficiar é necessário ter senso comum, experiência, conhecimento técnico e muito pragmatismo. Nunca se deve aceitar um conselho, exceto quando o "conselheiro" é capaz de explicar os reais benefícios.

No artigo ScrumMasters precisam de checklists Agile?, o coach Agile Alan Dayley discute os prós e contras do uso desses checklists:

Há um debate constante na comunidade Agile sobre o uso de checklists. Deve-se criá-los e segui-los estritamente, ou não? Checklists são vistos como úteis por alguns e considerados nocivos por outros.

Dayley comenta os benefícios e perigos dos checklists de Agile, concluindo que um checklist pode ser valioso, e sugere seu uso como "listas de pensamentos":

Vejo checklists como ferramentas que ajudam a pensar sobre o processo. São, claro, lembretes de coisas que ainda não se tornaram hábitos e também podem ser úteis para equipes ou indivíduos novatos em metodologias ágeis. Entretanto, precisamos sempre pensar no valor que cada item do checklist agrega ao cliente e ao produto.

Se for utilizar o checklist, reflita sempre sobre os seus itens e não tenha medo de modificá-los quando necessário. Abandone totalmente o checklist se ele estiver prejudicando o desempenho na adoção. Não importa se você apoia ou não o uso de checklists, talvez a solução seja simplesmente pensar nos checklists como sugestões ou listas de pensamentos, ou seja, lembretes de sempre refletir sobre o que está sendo feito ou alterado.

Existem outros checklists de Agile disponíveis, similares ao de Elena Yatzeck, que ajudam a avaliar a implementação de práticas ágeis. Alguns exemplos são:

Você utiliza algum checklist Agile em seu dia a dia? Acredita que checklists são úteis, ou que podem ser prejudiciais se forem seguidos estritamente?

Olá visitante

Você precisa cadastrar-se no InfoQ Brasil ou para enviar comentários. Há muitas vantagens em se cadastrar.

Obtenha o máximo da experiência do InfoQ Brasil.

Dê sua opinião

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber menssagens dessa discussão
Comentários da comunidade

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber menssagens dessa discussão

HTML é permitido: a,b,br,blockquote,i,li,pre,u,ul,p

Receber menssagens dessa discussão

Dê sua opinião

Conteúdo educacional

Feedback geral
Bugs
Publicidade
Editorial
InfoQ Brasil e todo o seu conteúdo: todos os direitos reservados. © 2006-2014 C4Media Inc.
Política de privacidade
BT