BT
x A sua opinião é importante! Por favor preencha a pesquisa do InfoQ sobre os seus hábitos de leitura!
rss

Estimativa Ágil para Planejamento de Releases

por Ben Linders , traduzido por Wellington Pinheiro   em  24 Jul, 2014

Estimativas são usadas por equipes ágeis e product owners para priorizar o trabalho e planejar novas versões de produtos. Essas estimativas podem ser feitas em diferentes níveis e com várias abordagens.

Usando a definição de pronto

por Ben Linders , traduzido por Ari do Amaral   em  25 Jun, 2014

Muitas equipes usam a Definição de Concluído para definir que uma história de usuário está concluída e o produto está pronto para ser entregue. Mas o que dizer das histórias de usuários que uma equipe recebe do seu Product Owner? As equipes podem verificar a qualidade das histórias de usuários usando a Definição de Pronto.

Agilidade solitária: tornando-se Agile antes da própria equipe

por Ben Linders , traduzido por Marcelo Cenerino   em  24 Set, 2013 2

É comum que organizações realizem uma transformação ágil que atinge toda uma equipe ou departamento. Mas existem profissionais que começam a utilizar práticas ágeis individualmente, ou que trabalham de forma ágil em equipes de apenas uma pessoa. Como essas pessoas podem adotar práticas ágeis e quais os tipos de benefícios que podem obter com isso?

Devemos criar histórias de usuário para a nossa dívida técnica?

por Ben Linders , traduzido por Elias Souza   em  10 Abr, 2013 1

Equipes ágeis algumas vezes apresentam dificuldades com o planejamento de tarefas puramente técnicas, tais como aquelas relacionadas à dívida técnica. Essas tarefas não têm valor direto para o usuário do sistema, mas precisam ser feitas para entregar o software funcionando. Devemos criar histórias de usuário para lidar com tarefas técnicas e dívida técnica?

Representando testes ágeis

por Dan Puckett , traduzido por Paulo Rebelo   em  24 Mai, 2011

Vários membros da comunidade Agile têm explorado estilos para a representação e registro de testes, usando desde listas simples e tabelas, a estruturas lógicas e mapas mentais.

Como dividir User Stories

por Dan Puckett , traduzido por Michel Graciano   em  29 Abr, 2011 2

Muitas das novas equipes Agile têm dificuldades em quebrar suas user stories em partes suficientemente pequenas para trabalhar com técnicas de Agile. Em vários artigos, membros da comunidade fornecem orientações sobre como dividir de forma eficaz as histórias de usuários.

Será que os Casos de Uso tem lugar no SCRUM ?

por Dan Puckett , traduzido por Marcelo Costa   em  19 Nov, 2010 6

No Scrum, os requisitos são normalmente chamados de user stories. Mas seria CERTO utilizar casos de uso com Scrum? E, em caso afirmativo, sob que circunstância você deveria fazer esse uso?

Quem quer esta User Story?

por Dan Puckett , traduzido por Lucas Souza   em  03 Nov, 2010 3

Em algumas user stories podemos definir facilmente que são os beneficiados. Mas como cumprir o modelo padrão "Como ... Eu quero ..." se não podemos expressar quem quer aquela tarefa pronta?

Histórias não feitas são frequentes ao fim dos seus seus Sprints?

por Mark Levison , traduzido por Pedro Mariano   em  10 Jun, 2010

O que acontece se o seu time falha constantemente no fator "Definição de Pronto"(DoD) em algumas ou todas as histórias. Eles devem aumentar os prazos do sprint? Como o product owner deve lidar com essa situação? No caso particular a pessoa que fez essas perguntas estava em um time que utilizava sprints de 4 semanas.

Mapeamento de Estórias Dão Contexto a User Stories

por Chris Sims , traduzido por Ricardo Yasuda   em  27 Mar, 2009 8

A noção do Scrum de 'backlog' é uma lista priorizada de user stories para o time implementar. Isso funciona bem para organizar no que o time deve trabalhar no curto prazo, isto é, durante o planejamento do sprint. No Orlando Scrum Gathering, Jeff Patton descreveu o mapeamento de estórias.

Sendo um Product Owner melhor

por Mike Bria , traduzido por André Pantalião Ferreira   em  10 Mar, 2009 2

Qualquer um que passou algum tempo efetivamente executando um projeto ágil pode comprovar o fato que a colaboração do Product Owner (ou, no XP, o "Cliente") com o time de desenvolvimento desempenha um papel chave no sucesso de um time. Peter Stevens oferece um pequeno conselho para ajudar pessoas nesse papel desempenharem bem.

Casos de Uso considerados valiosos (mas opcionais) para captura de requisitos em Lean/Agile

por David West , traduzido por Flávia Castro de Oliveira   em  23 Fev, 2009

Dean Leffingwell, autor do Scaling Software Agility e Chief Product Methodologist na Rally, concluiu que Casos de Uso pode ser uma valiosa ferramenta para modelar requisitos para um projeto Lean/Agile de grande escala. Os casos de uso não são comumente encontrados em Lean/Agile (especialmente em XP e Scrum), onde as estórias são os requisitos reunindo a ferramenta de escolha.

Queime as estórias não as tarefas

por Chris Sims , traduzido por Douglas Masson   em  27 Jan, 2009 1

Desenvolvedores geralmente quebram a estória do usuário em tarefas para facilitar o trabalho de distribuição e implementação em torno da equipe e permitir um acompanhamento dos processos em um nível fino de granularidade. Infelizmente, a estória pode explodir em uma lista de tarefas não triviais tão grandes que a estória não é entregue no fim da iteração.

Feedback geral
Bugs
Publicidade
Editorial
InfoQ Brasil e todo o seu conteúdo: todos os direitos reservados. © 2006-2014 C4Media Inc.
Política de privacidade
BT